FANFIC - INTERLÚDIO - CAPÍTULO 12 - BY JULIANA DANTAS

Boa Tarde! Chegando com mais um capítulo para alegria de vocês. Muitas coisas novas surgindo na estória... Descubram...

Interlúdio - by Ju
Título: Interlúdio
Autora(o): Juliana e Lilica
Shipper: Bella e Edward
Gênero: universo alternativo, personagens humanos (nada de vampiro), romance, drama.
Censura: NC-17

Interlúdio

By Juliana Dantas

Capítulo 12

-Jacob Black. Cozinheiro deste restaurante. Ajudante de cozinheiro na verdade. – ele sorriu.

-Oh! Devo mesmo ter chamado a atenção.

Ele riu.

-Nem tanto. Agora me diga por que chora... – ele levantou a sobrancelha, divertido – Tem haver com um cara?

-Clichê, não? – ela desabafou.

-Sofrer por amor não é clichê...

Bella ficou em silêncio por alguns instantes e quando falou, foi como se um peso fosse tirado de suas costas.

-Ele é medico e eu não passo de uma... Uma... De alguém muito diferente dele. – ela fitou o cozinheiro - Ele largou tudo por mim. A família, a medicina, tudo. E às vezes eu me pergunto se isto é justo...

-Ele que deve saber disto. São as escolhas dele.

-Eu sei. Mas... Deus, ele é tão bom no que faz! Fico imaginando quantas pessoas precisam dele e eu o estou roubando para mim.

-Deveria estar feliz por ele estar com você.

-E eu estou. Ou melhor, estava. Pois a vida dele bateu a nossa porta ontem, em forma de uma antiga namorada que não por acaso também é médica!

-Ah... O ciúme!

-Também – Bella confessou – É claro que ela o quer de volta.

-Mas ele te ama...

-Sim. É isto que me da forças, que me da esperanças de que tudo o que estamos fazendo é certo.

-Então é simples assim.

Bella deu um sorriso triste.

-Se fosse tão simples assim... Esta namorada veio falar para ele de um paciente. Um homem rico que tem um tumor na espinha.

-Tumor na espinha - Jacob deu um assovio – este seu médico é importante mesmo.

Bella riu.

-É o melhor no ramo dele... – falou com orgulho – E ele hesita. Por mim. Pelo o que me prometeu. Isto é certo?

-Pode não ser. Mas somente ele pode tomar as decisões. E acho que você sabe qual será, não é?

-Sim, eu sei. E tenho medo que seja o começo do fim.

-Se há amor, não precisa terminar.

-Sábias palavras. Mas você não sabe de toda historia... - Bella sorriu tristemente.

Ele olhou o relógio.

-Ainda tenho tempo.

Ela pegou a bolsa e se levantou.

-Eu preciso ir. Foi bom conversar com você, Jacob.

Ele segurou sua mão.

-Sempre que precisar, moça misteriosa! – ele se afastou.

-Bella. - ela disse sorrindo, quando ele se virou ao ouvir sua voz - Meu nome é Bella.

Ela voltou para o hotel e a tarde passou como uma agonia. Pensou em sair de novo para conhecer a cidade, mas sem Edward não tinha graça nenhuma. Então ligou a TV e ficou assistindo a programação em francês que não entendia nada, mas quem ligava?

Deveria ter adormecido, pois acordou sentindo a presença de Edward ao seu lado. Abriu os olhos e o viu sorrindo para ela.

-Olá...

-Você voltou! – o abraçou e então se lembrou da lambisgóia e olhou em volta como se ela pudesse aparecer a qualquer momento.

Edward riu.

-Não se preocupe, Tânia não está aqui.

-Graças a Deus! Diga que ela está num avião rumo aos Estados Unidos. Ou à Sibéria...

-Não temos tanta sorte assim. Ela deve estar na suíte dela, a quatro andares daqui.

-Seria bom demais para ser verdade mesmo! Me conta, como foi com o paciente francês?

-Não era francês e sim italiano.

-Sério?

-Mas isto não vem ao caso. Eu o examinei, Bella, ele está muito doente.

-E o que vai fazer?

-Eu vou operá-lo.

Bella sentiu um aperto no peito. Mas apenas o abraçou, depositando o queixo em seu ombro.

-Está fazendo o que é certo...

Ele beijou sua mão.

-Será só desta vez Bella. Depois prosseguimos viagem.

Ela deu um sorriso triste.

-Claro! - lutou desesperadamente contra as lágrimas e contra o abismo que os separava que ameaçava sufocá-la. - Você disse que iria me recompensar...

Ele riu e a puxou para seu colo.

-Com certeza, mademoiselle!

-Que galante!

-Mas teremos que ir a um jantar primeiro... - ele falou receoso.

-Que jantar? – ela ouviu o alarme soar na sua cabeça.

-Um jantar oferecido pelo homem que vou operar...

-Mas ele não ia viajar?

-Ia, mas devido à circunstancias, decidiu ficar por aqui mesmo.

-Entendo. Devo deduzir que a Tânia também irá?

Edward respirou fundo.

-Sim... Bella, se você quiser, nós não vamos... – ele falou preocupado, mas Bella forçou um sorriso.

-Nós vamos sim. Pode ser divertido.

Ela duvidava.

***

Eles foram recebidos por um mordomo uniformizado a porta da mansão multimilionária. Era uma casa antiga, e tudo ali recendia a luxo e poder.

-Aí está você! – Um homem de uns 40 anos andou até eles e deu a mão a Edward. Então olhou para Bella – E quem é esta linda dama?

-Esta é Bella. Bella este é Aro Volturi.

-Come stai, senhorita? – ele a cumprimentou, charmoso.

Ouviram passos e uma garota loira aproximou-se.

-Papa! - então ela viu Edward e Bella - Boa noite Edward! - ela sorriu e Bella sentiu um mal estar.

-Olá Jane. Bella esta é a filha de Aro, Jane Volturi.

-Piacere do conoscerla, Bella. – a moça falou polida.

-Em inglês, Jane! - Seu pai a corrigiu.

Foram todos para a sala e Aro levou Bella para perto do bar e lhe ofereceu um drink.

Bella observou pelo canto dos olhos Jane se aproximar de Edward.

Mais uma encantada com Edward, Bella pensou irônica.

Mas também, como culpá-las? Ele era a perfeição encarnada.

O mordomo entrou na sala e anunciou que Tânia havia chegado.

Agora sim a festa está armada, Bella pensou.

Tânia entrou na sala e cumprimentou a todos.

Era impressão sua ou havia uma animosidade entre ela e Jane?

-Edward, querido! – ela deu dois beijos no rosto de Edward. Que descarada.

Bella pousou o copo na mesa e aproximou-se de Edward, colocando a mão em seu braço.

-Oi Tânia!

-Oi Bella. – Tânia respondeu friamente.

O jantar transcorreu a Bella como uma tortura.

Aquele mundo, aquelas pessoas. Todas chiques, que falavam várias línguas e usavam vestidos tão caros que podia sustentar um pequeno país de terceiro mundo, não tinham nada a ver com ela.

E observar Edward no meio delas a fazia se sentir muito mal.

Ela não pertencia ao mundo dele.

Podiam dividir a cama, mas estavam a anos luz de distância...

E isto doía.

-Então quando faremos a operação? - Jane perguntou.

-O mais rápido possível. Seu pai precisa ser internado rapidamente para fazermos todos os exames e podermos marcar a cirurgia.

-Sim – Aro falou – mas não quero ser operado aqui e sim no meu hospital na Itália!

-Aro... Não sei se é aconselhável viajar...

-Mas são só umas duas horas no meu jato particular e você irá junto!

-Tudo bem - Edward concordou – Mas tem que ser o mais rápido possível.

-Ok. Partiremos amanhã!

Eles voltaram para o hotel. Bella permanecia estranhamente calada e Edward sabia por quê. Ela estava se distanciando dele, e ele não conseguia alcançá-la.

Pelo menos tinham conseguido se livrar de Tânia.

-Algum problema quanto a ir para a Itália? - ele perguntou.

-Que diferença vai fazer? Você estará ocupado não é mesmo?

-Bella...

-Tudo bem, Edward, eu entendo. De verdade. Muito bonita a filha de Aro, não?

-Sim. – ele respondeu distraído.

-Ela gostou de você...

-Acho que não. – ele riu, Jane Volturi era praticamente uma criança.

Bella o encarou.

-Sabe que é verdade! Deve se sentir o máximo, sendo disputado por duas mulheres!

Ele aproximou-se dela e a abraçou.

-Só por duas? Achei que você estivesse no páreo!

-Convencido! - Ela reclamou, mas já estava rindo. Ele beijou seu pescoço e Bella estremeceu – Pensei ter ouvido algo como “recompensa”...

Ele riu contra sua pele.

-Sim, eu não me esqueci... – ele sussurrou em seu ouvido e a pegou no colo. Depositou-a na cama e cobrindo seu corpo com o dele, a beijou.

Foram interrompidos pela campainha do telefone. Edward praguejou e atendeu.

Bella ficou observando ele falar.

-O que? Que horas isto aconteceu? Não, Jane... Fique calma. Eu estou indo para aí. – desligou.

-O que aconteceu? – Bella perguntou.

-Aro Volturi passou mal e está no hospital...

Continua...

Mais personagens novos aparecendo. O que acham que vai acontecer agora? Comentem, comentem e deixem meu dia mais feliz. Beijos e até amanhã...

2 comments :

  1. adorei flor esperando proximo cap!!!!

    ReplyDelete
  2. muuito boom, ameei mais uma vez .. :]

    ReplyDelete