FANFIC - SOMEBODY TO LOVE - CAPÍTULO 20


Bom dia amores! E hoje rola a festa de aniversário da Bella e ela recebe um presente de grego... Leiam e descubram...

Título: Somebody to love – By Anne Stewart
Autora(o):
 Anne Stewart
Shipper:
 Bellard
Gênero:
 Drama / Romance.
Censura:
 NC-17
Categorias: Saga Crepúsculo
Personagens:
 Alice Cullen, Bella Swan, Carlisle Cullen, Edward Cullen, Emmet Cullen, Esme Cullen, Rosalie Hale, Jéssica Stanley, Angela Weber , Jacob Black, Mike Newton
Avisos:
 Sexo

SOMEBODY TO LOVE
By Anne Stewart

Atenção: Este conteúdo foi classificado 
como impróprio para menores de 18 anos.
"Estou ciente, quero continuar!"


Capítulo 20 – SURPRESA NADA AGRADÁVEL

A festa já bombava na casa dos Black.
Quando Bella chegou, recebeu os comprimentos dos amigos  -  que agora eram muitos. Ela sorria e agradecia aos abraços e presentes enquanto entrava na casa de Jacob.
Logo após Ângela, Jéssica, Mike e Tyler apareceram para parabenizá-la. Logo Jacob apareceu e a parabenizou também.
- Feliz aniversário Bells. – Jacob deu um abraço na amiga.
- Obrigada Jake... – disse Bella sorrindo – obrigada a todos por virem.
- De nada maninha. Vamos cair na festa galera! – berrou Emmett entrando na enorme sala de estar que, assim como na festa de Ângela, foi transformada em salão de festa.
Luzes coloridas dançavam por toda a parte, pessoas dançando grudadas umas nas outras com bebidas coloridas nas mãos; uma mesa cheia de comidas e frutas, enfeitada com tecidos vermelhos e dourados, se localizava no canto direito do salão. As frutas vermelhas ganhavam destaque na mesa, ao lado de baldes cheios de gelo com garrafas de champanhe e tigelas de ponche com pedaços de morango. Um bolo de três andares cor de rosa reinava no centro da mesa.
Bella murmurou: - Que exagero gente!
- Exagero coisa nenhuma! – Alice disse por trás da amiga, dando um susto em Bella.
Bella revirou os olhos.
- Alice, você é a última pessoa no planeta que pode opinar sobre isso.
Alice ignorou o comentário sarcástico de Bella, a festa estava boa demais.
- Bom, o que achou?
Bella suspirou.
- Allie, você é incrível! Só você mesma para me fazer passar por isso. Está tudo incrível! Parabéns!
Alice se emocionou e abraçou forte a amiga.
- Ah Bella! Obrigada mesmo!
Por um momento Bella quase chorou também. Depois dos últimos meses, sua vida emocional mudara muito. Coisas que ela nunca imaginara fazer na vida – como chorar por qualquer coisa – ela estava fazendo. Mas isso não era qualquer coisa. Era uma de suas melhores amigas lhe dando um presente. Ela iria retribuir em breve.
Alice se afastou e deu uns tapinhas no braço de Bella e tentou falar mais alto que Lady Gaga.
- Está bem! Chega disso! Vamos borrar a maquiagem!
Bella sorriu.
- Okay amiga, obrigada mesmo.
Rolou todo o tipo de música na festa. De Bob Marley à Kyle Minoge. Bella passou a maior parte do tempo conversando com os colegas de trabalho, comentando os últimos projetos da empresa. Estava super excitada para começar uma maquete de um condomínio de luxo, na segunda.
- Ângela, – começou Bella antes de tomar um grande gole de B and B* – sei que não é hora de falar disso, mas eu queria que você me ajudasse em uma maquete. Preciso de umas opiniões externas. É claro, se você puder.
Ângela sorriu delicadamente.
- Imagina Bells, eu faço questão de ajudar. Adoro maquetes. Quando começamos?
- Eu pretendo começar na segunda...
- Perfeito. No seu escritório?
Bella fingiu coçar o queixo, pensativa.
- Eu acho que não será necessário. Montei um mini escritório em casa. É mais confortável trabalharmos lá. Podemos fazer depois do expediente, é simples. Logo vamos terminá-la.
- Combinado.
- Hey Ang, como anda você e Jake? – Bella sussurrou para que os outros convidados não ouvissem.
Ângela corou com a pergunta. Fazia tempo que ela e Bella não conversavam sobre isso.
Ela sorriu e respondeu: - Estamos muitíssimo bem. Ele me leva para jantar, me presenteia com rosas vermelhas... Semana passada me apresentou aos seus pais.
Bella sorriu. Estava feliz com a amiga.
- Que bom Ang. Fico feliz por você.
- E você e Edward?
Assim como Ângela, Bella corou ao ouvir o nome de Edward. Seu nome foi como um lembrete do que ela estava preparando para ele naquela noite, como se ele fosse o aniversariante em vez dela.
- Incrivelmente bem, sabe não é? Estamos melhor do que eu imaginava. Eu nunca imaginei que Edward gostava tanto de mim. Eu tive sorte.
- E onde ele está? Não o vi por aqui ainda.
- É mesmo. – Bella franziu o cenho. – Acho que ele está me procurando, ou ainda está no trânsito. O único caminho para a casa do Jake está meio congestionado por causa de um acidente. Nós tivemos sorte em chegar na hora. Se ele demorar mais um pouco eu ligo.
Algo estava errado. Eu sentia.
O B and B pareceu formar uma bile na garganta de Bella.
Porque ela ainda estava perturbada com o sonho? Ela se perguntava. Ela não sabia mais o que fazer a não ser contar para alguém.
Quando ela estava prestes a começar a contar para Ângela, ela avistou Victoria e Laurent vindo em sua direção. Ela engoliu a bile e foi em direção aos amigos de Londres.
Bella observou como eles estavam elegantes. Victoria estava linda em um vestido preto de uma manga só, até o meio da coxa, com um sapato boneca. Seus cabelos estavam soltos balançando seus cachos levemente nas costas e em torno do rosto; Laurent estava incrível com uma camisa branca de mangas curtas e calça cáqui, que dava destaque à sua pele cor da noite. Algo neles os destacava dos outros. O charme britânico talvez.
- Hey aniversariante... – Laurent berrou acima da música, abrindo os braços para recebê-la em um abraço.
- Oi Laurent. – Bella o abraçou. – Obrigada por virem!
- Imagina querida, você é nossa amiga, quase da família. Meus parabéns.
- Parabéns Bella! – disse Victoria, abraçando Bella em seguida.
- Obrigada gente. Achei que vocês não viessem.
- Ficamos presos em um engarrafamento, por causa de um acidente. – explicou Laurent. – Achamos que não conseguiríamos sair de lá.
Bella respirou fundo.
Edward pode estar preso lá também... Mas, se Vic e Laurent já estão aqui, porque ele não?
Bella teve que ignorar o pensamento. Agora teria que ser uma boa anfitriã.
- Bom, vou mostrar as bebidas e a pista de dança para vocês, e então se divirtam, pois a noite é uma criança! – disse Bella com um falso entusiasmo que Victoria e Laurent interpretaram como o desgosto dela por eventos como este.
Assim que Bella acomodou os amigos na festa, apresentando aos seus amigos dos EUA, Bella foi ao banheiro. Precisava tirar um pouco daquele barulho de sua mente. A agonia crescia a cada minuto. Onde estava Edward? O que estava acontecendo afinal?
Bella respirou várias vezes e saiu do banheiro onde certa noite esbarrou com Edward. Que noite...
Mas ao sair deu de cara com James, que estava com um sorrisinho diabólico no rosto.
- Oi princesa.
Ele estava de braços cruzados, à espera dela.
Bella engoliu em seco e fechou a cara.
- O que faz aqui James? Você NÃO foi convidado.
- Amigos em comum querida. Às vezes é bom ser popular.
- O que quer?
- Nada. Apenas conversar. Pedir desculpas por tudo.
Bella arqueou as sobrancelhas.
- Não diga.
James ficou sério.
- Estou falando sério Bella, não me sinto bem fazendo isso com você. Por favor, me perdoe?
Sua cabeça girava. Que diabos estava acontecendo?
- Olha James, eu te desculpo por tudo. Satisfeito?
- Obrigada. Agora, como forma de agradecimento, eu quero lhe mostrar algo.
- O que é?
A expressão de James ficou séria novamente. Bella achava que ele estava sendo sincero.
- Olha Bella, eu me sinto péssimo por isso, mas não dá mais para esconder. Você precisa saber. Eu também estou sofrendo.
- Desembucha James. – Bella estava impaciente.
- Edward está te traindo. Com Tanya.
Bella soltou uma risada.
- Não me diga!?
James continuava sério.
- Eu não estou brincando Bella.
Bella percebeu que James estava falando sério. Cruzou os braços e perguntou.
- Como sabe? Tem provas?
- Sim. Tanya e eu estávamos saindo, estava tudo bem...
Se merecem corja de cobras. Pensou Bella.
- ... até ela dizer que está grávida.
- Isso não é prova. Tanya engravidou um pouco antes de eu e Edward começarmos a sair.
James balançou a cabeça.
- Isso eu sei. Mesmo assim eu fiquei desconfiado. Investiguei e descobri que eles mantiveram um relacionamento secreto. Sério Bella, eu fiquei chocado. Eu precisava te contar. É por isso que estou aqui. Para te provar.
- Como? – Bella já estava ofegando. Não como ela ofegava quando sentia as mãos de Edward passearem por seu corpo pequeno, mas como se ela sentisse a sensação de que James não estava mentindo.
- Vamos até o apartamento dele. Eles estão lá agora.
As cenas seguintes foram como um borrão. Bella se viu guiada pelas palavras de James e ignorou qualquer objeção feita por Jacob, Alice, Jessica ou Ângela. Bella seguiu James pelo quintal enorme de Jacob até chegar a um Lamborghini azul brilhante.
Era errado confiar em James, Bella sabia. Mas naquela hora ela precisava sair dali. Edward não chegava e ele não atendia aos telefonemas que ela dava a cada três minutos. E aquele sonho... a perturbou o dia todo, mas naquela hora, estava mais intenso em sua mente.
- James, se for uma de suas brincadeiras...
- Bella, eu não estou brincando. – James a interrompeu. – Por que eu faria isso?
- Quer mesmo que eu responda? – disse ela sarcasticamente, embora estivesse tensa.
- Você tem motivos para desconfiar, eu sei disso. Foi por isso que eu não disse nada antes. E eu não gosto muito do que Edward esteja fazendo com você. Você não merece.
Bella olhou para frente, tentando se acalmar. Rezava para que tudo isso não passasse de uma brincadeirinha sórdida de James.
Eles pararam em frente ao prédio de Edward. Bella saiu aos tropeços do carro de James e correu em direção à portaria.
- Olá, – disse Bella ofegando e sem rodeios – vou subir.
Bella nem escutou o que o porteiro disse. James a seguiu.
O elevador parecia estar contra Bella. Parecia estar levando séculos para chegar à cobertura de Edward. Quando o fez, foi em direção à porta e bateu forte.
- Edward?? Você está ai?
As trancas estavam sendo abertas. Segundos antes de a porta ser aberta, ela ouviu Edward rugir lá dentro.
- Não Tanya!
Bella começou a ofegar novamente.
O mundo pareceu parar quando Bella viu diante de si Tanya Denali de lingerie vermelha, cabelos bagunçados e batom borrado. E... Edward. Apenas de calça, cabelos também bagunçados e lábios inchados e vermelhos.
Bella não sabia o que dizer. Era como levar um tiro. No coração.


Continua...

Então esse era o plano? Espero que a Bella não caia nessa... Que ela dê ao Edward pelo menos uma chance de se explicar e provar a armação desses dois... Vamos ver o que vai ser amanhã. Até lá. Beijos. 

No comments :

Post a Comment