FANFIC POR UM SEGREDO - CAPITULO 2


Por Um Segredo

Por um Segredo
Bruna Diniz Cullen

Classificação: +16
Categorias: Saga Crepúsculo, Bellard. 
Gêneros: Drama
Avisos: Sexo

CAPITULO 2 - VERDADES.

Pov Edward
Hoje, definitivamente, não era meu dia. Acordei atrasado, perdi o café da manhã e agora estava rodeado de médicos importantes, menos copetentes que seus egos e minha cabeça latejava intensamente. Olhei para todos os lados da sala lotada em busca de uma rota de fulga para escapar das conversar monótonas e do barulho irritante até que a visão de uma mulher prendeu a minha atenção.
Eu seria capaz de reconhecê-la em qualquer lugar e no meio de qualquer multidão. Ela prestava atenção nos pôsteres expostos na sala e circulava tranquilamente entre as pessoas.
Isabella Swan. A mulher que eu julguei estar morta. A mulher por quem eu sofri intensamente. Meu tormento. Meu primeiro amor.

Já faziam cinco anos que eu não a via. Ela tinha desaparecido do mapa e no início eu acreditei mesmo que ela tivesse morrido em um grave acidente de carro. Sem que minha família soubesse, contratei um detetive para descobrir a verdade e acabei sabendo que sua morte foi algo inventado pelos meus pais para que a esquecesse de vez e voltasse a seguir com minha vida. Eles nunca a aprovaram. Não a consideravam adequada para um jovem herdeiro e estudante de medicina. A garota simples e humilde, vinda do interior. Minha mãe até gostava dela e a tratava com carinho. Mas quando um casamento entre nós fora cogitado ela pirara e dissera que jamais aceitaria que seu filho se casasse com uma menininha pobre e sem futuro.
Eu nunca me importei com isso. Me apaixonara verdadeiramente por ela e estava disposto a enfrentar minha família para ficar ao seu lado.
Mas ela não quisera. Aceitara o dinheiro que meus pais ofereceram e foi embora da minha vida sem deixar vestígios. Mesmo eu tendo descoberto que ainda estava viva, nunca a encontrei. Ela tinha o dom de sumir no ar.
Até agora. Bella, como gostava de ser chamada, estava a poucos metros de distância, tão linda quanto eu me lembrava. Em seu corpo e seu rosto haviam diferenças mínimas, mas que a tornavam ainda mais bela.
Quando seu olhar veio em minha direção, desviei o meu para que ela não notasse que eu a havia reconhecido. Não queria e nem podia deixar que ela fugisse outra vez. Bella me devia muitas explicações.
Vi quando ela saiu de fininho da sala, certamente fugindo outra vez. Ela havia me reconhecido. Ela ainda se lembrava de mim.
Tratei de reprimir a felicidade que o pensamento de não ter sido esquecido me trouxe. Eu precisava encontrá-la antes que fugisse outra vez.
Aguardei um momento e fui até a recepção. Precisava descobrir se Bella estava hospedada nesse hotel, ou se estava simplesmente de passagem.
_ Pode, por favor, me informar o número do quarto da senhorita Isabella Swan._ Disse a jovem recepcionista que me olhava com admiração.
_ Claro. Deixe me ver... Suíte 850. Oitavo andar. Isabella Marie Swan e Renesmee Swan.
_ Quem? Isabella está acompanhada?_ Quem seria Renesmee? Bella não tem irmãs, primas ou qualquer coisa do gênero.
_ Renesmee Swan, 4 anos e filha da hospede Isabella Swan.
Eu parei de respirar. Filha? Como assim, filha?
Minha cabeça começou a girar. Se Bella tivesse uma filha de quatro anos essa criança só poderia ser...
Não. Ela me diria se tivesse engravidado. Ela jamais fugiria carregando um filho meu. É claro, que essa criança poderia ser de outro homem. Do marido dela. Mas o fato dela usar apenas o sobrenome Swan provava que ela não era casada. E que sim, esa criança poderia ser mesmo minha filha. Fizemos amor inúmeras vezes e muitas destas vezes não nos protegemos. Ela dizia que tinha um ciclo irregular, e sempre que desconfiávamos de uma gravidez fazíamos um teste para aliviar nossas dúvidas. Nunca acontecera. Na época eu até desejara que ela estivesse grávida, assim ela não teria que ir embora e meus pais não poderiam impedir nossa união.
Nem agradeci a recepcionista e fui correndo até o elevador. Eu precisava ver essa criança. Saber se ela era realmente minha filha.
Fui até o apartamento indicado e bati na porta.
Poucos segundos depois uma garotinha de cabelos dourados e olhos cor de chocolate abriu a porta.
E seu eu tinha alguma dúvida sobre a paternidade dessa criança, ela desapareceu no momento em que coloquei os olhos sobre sua delicada figura. Ela era muito parecida comigo. Na verdade uma mistura perfeita com meus traços e os traços da Bella.
Ergui o olhar da garotinha e encontrei com o olhar aturdido de Bella, que me fitava assustada e pálida da beirada da cama.
Iriamos acertar nossas contas. E começaríamos pela guarda da minha filha, que a partir desse momento, não seria mais Renesmee Swan e sim Renesmee Cullen.

Deixem seus comentários e faça uma autora feliz! Até amanhã!!!

6 comments :

  1. Já acabou owww eu quero mais, ate amanhã !!bjs

    ReplyDelete
  2. Aaaaain só isso! Pooxa! Rs' Ansiosa pra amanhã! Beeeeeeeijos!

    ReplyDelete
  3. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah não faz isso comigo, fiquei super curiosa..rsrs Amei. :)) Beijos lindaa !

    ReplyDelete
  4. Gostei muito,e a autora escreve muito bem!!!

    ReplyDelete