ATADA A ELE - CAPITULO 9

Atada a Ele

Classificação: +18
Categorias: Saga Crepúsculo - Bellard 
Personagens: Bella Swan, Edward Cullen
Gêneros: Amizade, Comédia, Drama, Hentai, Romance
Avisos: Estupro, Sexo

Capitulo 9 - PEGAS E PULOS.

Passei o dia todo trabalhando exaustivamente. Pacientes e mais pacientes. Olhando exames e mais exames... E o pior... Ouvindo Emmett me ligando toda, interrompendo minhas consultas pra me fazer não ligar pra casa.

Edward: ... Certo, Amanda. Volte daqui a três meses para vermos se os cistos sumirão ou pelo menos se reduziram com a medicação, ok? - terminei de falar para a moça.

Amanda: Obrigado doutor Cullen. – esticou a mão para me cumprimentar – Até a próxima consulta. – e saiu, me deixando sozinho.

Edward: Laís mande a próxima paciente entrar. – ela murmurou um Ok e desligou. Olhei no relógio e pelo que eu via, era a minha ultima paciente do dia. Há das sete horas. A porta foi aberta, e por ela passou uma garota acompanhada de uma mulher.

Olhei sua ficha. Ela se chamava Lia, e tinha apenas catorze anos! Não que eu não atendesse pacientes jovens acompanhadas de mães, mas ela estava grávida. E ao olhá-la, a minha resistência em não se lembrar de Bella foi por água a baixo.

Eu queria falar com a minha menina.

“Mãe paranóica, Edward! Não seja uma mãe paranóica!”

 Era a voz de Emmett na minha cabeça.

A consulta começou, e apesar de nitidamente estar decepcionada com a filha por ter engravidado, a mãe a apoiava de todos os jeitos imagináveis. Será que os pais de Bella tinham feito isso com ela? Será que eles a ajudaram, a apoiaram?

Não importa! Eu tava ali por ela.

Fiz a consulta, lembrando-me de Bella... Fiz o ultra-som, lembrando-me mais ainda dela.

Lia: doutor, da pra ver o sexo? – ela sorria para mim, enquanto eu observava o feto na mini-TV.

Edward: Ah... – examinei – sim, você quer saber?

Lia: é claro! Apesar de ter certeza que é uma menina... Eu tenho o pressentimento de mãe, sabe?

Edward: você está certa. É menina. – ela explodiu em felicidade. Droga, o que Bella tinha feito comigo?

Terminei a ultima, a assim que a paciente deixou a sala, Emmett entrou sorrindo.

Emmett: pronto pra cair na gandaia, e esquecer a Bellita? – ironizou, girando a chave no dedo.

Edward: Anda logo... – falei entre dentes, saindo com ele nervoso.


BELLA POV


Ainda chovia lá fora... E eu ainda estava sentada na sala de baixo esperando Edward entrar pela porta. Ele tinha me dito que ia chegar tarde... Mas não pensei que fosse tanto.

Ana: vá para cama, menina... – ela apareceu na porta em volta a um roupão, tremendo pelo frio – não adiante ficar esperando por ele, o senhor Cullen costuma virar a noite do sábado para o domingo. Você precisa por esse garoto pra dormir!

E me deu as costas resmungando.

Olhei em direção ao relógio da TV e eram meia-noite e quarenta.

Eu precisava mesmo dormir... Ele não ia voltar tão cedo!

Apaguei a TV e subi em direção ao meu quarto. Joguei-me na cama, ouvindo apenas a chuva...

Ele não tinha me ligado em nenhuma hora do dia... Não tinha aparecido pra me ver. E como ele disse, iria chegar tarde, muito tarde.

Mas... Que direitos eu tinha sobre ele?

Se tivesse com Esme e Carlisle estaria na mesma situação. Sozinha. Eles deveriam estar viajando como me disseram que fariam, e nem a Ana eu teria para me atormentar.

Edward era livre pra fazer o que quiser, e o simples fato de me ter em sua casa não o impedia em nada de fazer o que quisesse, quando quisesse, na hora em que quisesse!

Eu não queria ser um empecilho.

Queria que ele continuasse a viver sua vida como antes de mim, e que eu não o atrapalhasse. Não queria sacrifícios. Nem danos.

Virei-me na cama sentindo o bebê dar uma leve mexidinha! Oh, essa era nova! Ele nunca tinha se mexido... Não, com certeza deveria ter sido impressão. Era ainda muito novinho pra se mover.

Apaguei ali, esperando que tudo ficasse bem para Edward, e que ele se divertisse muito naquela noite...


EDWARD POV


Estava tudo muito embaraçado na boate.

As luzes piscavam muito em meu rosto, mais eu não ligava pra isso.

No momento, enfiado num dos cantos escuros, eu me atarracava com uma gostosa que eu mal sabia o nome, e passava a mão nela de tudo qual é jeito! Depois de a coisa começar a ficar muito quente, ela se afastou e perguntou se eu não queria ir a um lugar mais... Reservado.

Quando isso acontecia e o material era tão bom, eu sempre a levava pro meu apartamento reserva, do outro lado de NY, bem distante do meu residencial.

Pensei por um instante... E se um dia eu levasse Bella pra lá? E se ela fosse me procurar? Eu sabia que a possibilidade de qualquer uma aparecer era remota, uma vez que eu dispensava com todas as letras depois de comer.

Dispensei essa antes de tudo piorar.

Emmett: você poderia ter ido pro motel se não queria seu AP... E porque você não quis o AP? – o cara estava abraçado com uma de cada lado, beijando seu rosto e pescoço. Elas não ouviam, ou fingiam não ouvir.

Edward: porque não quero nenhuma. – me ajeitei na poltrona, e apanhei a vodka dele e dei um longo gole.

Emmett: só a Bella... – revirou os olhos – na moral, ontem eu pensei que era amor de irmão. Agora vejo que se tá duro por ela, cara!

Edward: quê? – a vodka quase voou da minha boca – como assim to duro por ela? – ironizei – ela é só uma menina!

Emmett: então você é pedófilo. – riu – se tá cheio de tesão pela menina, isso sim... Edward, eu não sabia que você gamava em grávida!

Eu me senti nojento! Ela era uma menina, e mesmo que não estivesse grávida, eu não iria me deixar levar por isso.

Era... Ridículo sequer pensar que eu... E ela...

Edward: me empresta uma... – puxei uma mulher de cima do colo dele, e a trouxe pro meu. Ela me olhou e riu, mordendo a boca maliciosamente. – vou te mostrar em que eu gamo!

Eu nem percebi como ela era, só dei um bom amasso. Ele nem me notava, enquanto a outra garota o dava atenção. Mas não importa... Eu estava querendo provar pra mim que não tinha tesão por Bella, e não pra ele.


Jasper: Porra Edward, você nem está bêbado. – nós três estávamos no meu carro. Jasper e eu sóbrios, Emmett altamente alcoolizado no banco de trás.

Edward: você também não! – lembrei, dirigindo meio que rápido na pista vazia enquanto o sol nascia.

Jasper: Há, mais era a minha vez de dirigir hoje... Eu não bebi pra dirigir. – ele riu – já você... Mesmo quando tem que dirigir enche o caco, seca o bar todo. O que houve?

Emmett: sabe o que houve cara? – tentei não prestar a atenção – ele tá obcecado por uma criança! É esse o problema dele... – eu teria me enraivecido, mais quando freei no farol, ele caiu deitado no banco.

Jasper: que história é essa cara? – questionou pra mim.

Edward: não é nada Jasper, é que... – fui interrompido.

Emmett: ele adotou uma garota, e tá com tesão por ela. – gritou rindo – o problema é que ela tá grávida, e ele não assume que quer traçar a menina. Mais... Eu tenho certeza que ele tá fudido porque tá APAIXONADO pela pirralha.

Mais uma vez ele caiu.

Jasper: QUE?! A Alice me contou que você adotou uma menina e tudo... Mas você catou a garota lá hoje, Edward... É conversa de bêbado mesmo... Você apaixonado? Haha... No dia em que isso acontecer eu sou o Michael Jackson! – ele ria muito, muito – que piada... Você apaixonado. Emmett, você é uma comédia cara!

Emmett não retrucou porque roncava no banco de trás. Deixei Jasper em casa sem dizer nada...

Ele tinha razão. Emmett estava doido! Eu não tinha tesão pela minha menina... Eu tinha apenas um instinto de proteção muito aguçado quando estava com ela. 

Não acordei o Emmett, fui pra casa e deixei-o dormindo no carro com uma mensagem no celular de: “Quando acordar sobe e pega a chave do teu carro com a Ana”. O carro dele tinha dormido ali.

Sai do carro exatamente as seis e quarenta da manhã, e assim que cheguei em casa fui tomar um bom banho.

Estavam todos dormindo, e não era justo eu acordar ninguém.

Assim que tomei banho cai na cama sem pensar... Se eu pensasse mais, iria fazer uma besteira!

Bella não merecia acordar as sete no domingo por minha causa...


BELLA POV


Acordei às dez horas por conta de ter ido dormir muito tarde. Edward não tinha ido me acordar como na manhã anterior...

Novidade! Estava sol lá fora! Tomei banho e encarei uma batalha... Meu atual dilema eram as roupas... Edward tinha resolvido pra mim em parte, mandado a Ana me comprar algumas enquanto “alguém com experiência” não vinha me ajudar.

O problema é que eu não tinha escolhido, e não sabia o que vestir. Peguei um vestido branco de alças, justo nos seios e mais solto e baixo. Era lindo!

Assim que terminei, me vesti e desci as escadas, hesitante. A mesa do café ainda estava posta, e contava com apenas um lugar a mesa.

Fiquei me perguntando se era o meu... Não estava na cabeceira, mais sim do lado direito ao lugar central.

Ana: ora, coma menina! – disse docemente, me vendo parada ali – o senhor Edward não toma café aos domingos.

Caminhei em direção a mesa, me sentei e comecei a comer. Apenas frutas, porque eu estava enjoada. Enquanto eu beliscava a melancia cortada em cubos no meu prato, brisando, pensando no meu pai na cadeia, quando senti um beijo doce na lateral da cabeça.

Olhei na direção... Era Edward. Só podia ser Edward. Parecia cansado... Mas em seus olhos trazia algo como culpa.

Edward: bom dia, minha menina.


Quem acha que o Edward está apaixonado levante a mão e comente EU!!! 

\o/

3 comments :