CORAÇÃO INDOMAVEL - CAPITULO 19


Meninas do meu coração.
Vamos tentar domar este coração indomável?
Então amores o capítulo de hoje foi onde eu imaginei a fic. Quando ouvi a musica ta Taylor e assisti ao clip, essa cena me veio a mente e é por ela que nasceu o bad boy. Então apesar do capítulo ser triste pra nossa Bella faz parte do enredo ok.
Link da musica:
http://www.youtube.com/watch?v=2HI6Z1hXE2Q

Coração Indomável

Coração Indomável
Ju Beija Flor.

Classificação: +18
Categorias: Saga Crepúsculo 
Personagens: Bella Swan, Edward Cullen
Gêneros: Drama, Hentai, Romance
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Violência

Capítulo 19
Os olhos verdes de Edward me olhavam de forma intensa.
Separei-me do abraço de Mike. E fui até ele.
– Oi. – falei enlouquecida de felicidade por vê-lo ali. No meu aniversario.
Era tão diferente o que eu sentia por ele do que eu um dia senti por Mike. Não tinha nem comparação.
– Que bom que veio. – disse com meus olhos brilhando a ver o homem que eu amava.
Ele somente me olhava.
– Bella... – Mike me chamou. Eu já tinha até esquecido dele. - Eu já vou. Mais tarde se der eu passo lá na boate.
Ele estendeu a mão para Edward.
– Mike Newton. - se apresentou.
Edward hesitou um pouco e pegou a mão dele.
– Edward Cullen. – disse serio.
– Obrigado de novo Mike por lembrar, por vir, e pelo presente. – agradeci.
– Não foi nada você merece muito. Certo. Até mais. – disse.
Ele saiu entrando no seu carrão importado. Edward acompanhou todo o movimento dele.
Toquei a mão de Edward.
– Vamos entrar? Estão todos lá dentro. – falei animada.
– Não... não posso ficar. – ele disse serio. Muito serio. – Este cara era o seu namorado?
Minha animação despencou.
– Ex, ex-namorado. Sim era ele. Como sabe que ele era o meu namorado? – perguntei.
– E ele veio fazer o que aqui? – ignorou minha pergunta.
– Veio me parabenizar sobre meu aniversario e... e ele soube sobre meu pai. Trouxe-me um presente. – mostrei a ele a sacola que eu segurava. – Por que não pode ficar Edward? É... é meu aniversario. – falei triste.
– Tenho... têm outras coisa que eu tenho que resolver. – falou distante.
Baixei meus olhos. Não queria que ele visse como fiquei triste por ele não ficar.
– Mas você vai a boate? – perguntei com um fio de esperança.
– Vou ver se dá para ir, mas não te garanto. – disse.
– Tudo bem. – sussurrei.
Sem mais o que dizer fiquei quieta, sem olhar para ele. Quando levantei meus olhos me surpreendi com o que vi. Ele parecia atormentado.
– Eu... eu te trouxe um presente. – ele me mostrou uma caixinha pequena. – Não deve ser algo chique como esse Mike deve ter te dado, mas...
– Não importa. – falei um pouco mais feliz por ele me trazer um presente.
Peguei a caixinha de suas mãos e abri. Era uma corretinha de ouro e o pingente de um casal dançando. Sorri.
– Achei que combinava com você. – ele disse.
O abracei de ímpeto. Senti seu cheiro e a saudade me tomou. Eu queria tanto que ele me beijasse. Saí de seu abraço.
– Eu adorei. É o melhor presente que ganhei. – falei verdadeira. Era o que eu tinha mais gostado.
– Me ajuda a colocar? – perguntei. Ele sorriu.
Virei-me de costas para ele erguendo meus cabelos. Ele me ajudou e logo a corrente enfeitava meu pescoço.
– Adorei mesmo Edward. – falei olhando para meu presente.
Quando olhei novamente para Edward me assustei, novamente, com a intensidade de seu olhar. Ele se aproximou de mim, colocou sua mão em meu rosto e disse.
– Feliz aniversario Isabella. Espero que seja muito feliz. Que todos os seus sonhos se realizem.
Fiquei quase sem palavras.
– Obrigada. – sussurrei.
– Preciso ir. – ele se afastou de repente entrando rapidamente em seu carro. E não me beijou.
Meio atordoada pelo momento estranho entrei em minha casa.
– Onde você estava? Está na hora do bolo. – Alice me arrastou para a mesa da sala de jantar.
***
A boate Anthea estava bem cheia. Musicas sacudiam o ambiente e o grupo que comemorava meu aniversario se divertia pra valer.
Com taças de champanhe nas mãos todos brindaram ao grito de Alice.
– Aos 21 anos da Belaaa! – gritou a baixinha.
Brindamos e bebemos o líquido gelado.
Jake estava do meu lado e aproveitei para brincar com ele.
– Achei que não fosse vir no eu aniversario. Só o que sabe agora é estar atrás da priminha. – brinquei me referindo a Leah.
Ele gargalhou.
– Não ia deixar passar seu aniversario gata. Você é uma grande amiga. – falou.
– Ah Jake você também. Por que não trouxe a Leah? – perguntei.
– Ela foi para Los Angeles ver os pais. Mas mesmo se tivesse aqui ela não ia querer vir. – respondeu.
– E porque não?
Jake deu um sorriso safado.
– Ela quer manter tudo entre a gente somente entre quatro paredes.
– Hum... sei mais ou menos como é isso. - falei me lembrando de Edward. – Mas você está de quatro por ela?
– Nossa! Já está escrito assim na minha cara? – perguntou rindo.
Rimos. Percebemos que Jasper e Alice estavam dançando juntos num ritmo bem sensual.
– Será que ali rola? – Jake me perguntou.
– Não sei. Se for para serem felizes, tomara que sim. – respondi.
– Aquele ali não era o seu namorado?- Jake perguntou.
Olhei para ver Mike e uma ruiva chegando onde estávamos.
– Sim, é ele sim. – respondi.
Dirigi-me até eles.
– Mike, que bom que veio.
Mike me apresentou sua companhia. Linda era francesa e estava a pouco no país. Os pais dela e Mike eram amigos, e ele estava sendo uma espécie de anfitrião. Mas pelo que eu conhecia dele, ele estava interessado nela.
Fiquei conversando com eles por alguns minutos. Ela era uma moça bem simpática e era engraçado a ver trocando as palavras.
Voltei a ficar com meus amigos. Dancei muito com Emmett. Com Jasper, Jake. Eu, Alice e Rose, fizemos as dancinhas características de garotas, e nos divertimos muito.
Interpelamos Alice sobre o clima de sedução entre ela e Jasper.
– Bom... eu vou deixar rolar. Por enquanto estamos apenas flertando. – ela disse rindo. – Vou ao banheiro. Alguém me acompanha?
Eu neguei de cabeça.
– Eu vou dançar essa musica que eu adoro. – falei.
– E eu vou namorar meu ursão. – Rose disse.
Gargalhei. Ninguém merecia este apelido que Rose dera a Emmett.
– Tenho que dizer que você está muito gata com este vestido, amiga. – Rose me disse.
Olhei meu vestido. Era um vestido justo verde com algumas flores bordadas em preto. Eu havia ganhado de presente da minha mãe há alguns meses atrás.
– Obrigada Rose.
Fui com ela até onde Emmett estava, e em vez de abraçar a namorada ele me abraçou fazendo Rose fazer bico.
Eu e ele rimos dela.
– Queria te dar mais um abraço de aniversario e dizer o quanto gosto de você Bella. A considero como uma irmã. – ele disse.
– Obrigada Emm. Adoro você também.
Nesse momento Alice se aproximou de nós com um jeito estranho.
– O que foi Alice? – perguntei.
Observei Jasper e vi que ele estava no mesmo lugar. Conversando animadamente com Jake e tomando uma cerveja. Não havia nada de anormal.
Olhei novamente minha amiga, mas uma pessoa conhecida quase do outro lado da boate me chamou a atenção.
– Olha só o urubu está aqui. – falei animada. – Vou lá chama-lo. Ele deve estar procurando por nós.
– Não! – Alice disse. – Bella...
– Você está muito esquisita Alice... – falei já indo em direção aonde eu tinha visto Frank. – Depois converso com você.
Percebei Alice tentando puxar meu braço.
– Bella... eu preciso falar...
Alice não precisou terminar o que ia dizer. Na pista de dança, abriu-se um espaço, e no meio dela um casal dançando e se beijando chamou minha atenção e fez meu coração se despedaçar.
Link da musica:
Taylor Swift
Eu Sabia Que Você Era Problema
Era uma vez
Alguns erros atrás
Eu estava na sua mira
Você me pegou sozinha
Você me encontrou
Você me encontrou
Você me encontrou
Acho que você não se importou
E acho que gostei disso
E, quando eu me apaixonei intensamente,
Deu um passo atrás
Sem mim, sem mim, sem mim
E ele há tempos está longe
Quando está ao meu lado
E percebo que a culpa é minha
Era ele. Eu não precisaria olhar muito para reconhecê-lo. Edward beijava uma garota loira que no momento não tinha minha atenção, não importava que era ela, e sim que o homem pelo qual meu coração batia estava com outra na boate. No lugar onde eu comemorava meu aniversario e que ele sabia que eu estaria. Então a conclusão era obvia, mesmo com a dor nublando meus pensamentos, ele queria que eu soubesse. Que eu o visse com outra mulher.
Ele podia se dar por satisfeito então, havia conseguido isso e ainda mais havia conseguido destruir meu coração.
Porque eu soube que você era problema quando você apareceu
Vergonha para mim agora
Voou comigo a lugares a que eu nunca tinha ido
Até me pôr no chão, oh
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Vergonha para mim agora
Voou comigo a lugares a que eu nunca tinha ido
Agora estou deitada no chão duro e frio
Oh, oh, problema, problema, problema
Oh, oh, problema, problema, problema
Senti alguém pegando meu braço.
– Bella... eu sinto muito amiga. – Alice disse.
Eu só escutava o que ela dizia. Meus olhos não saiam do casal na pista. Acho que eu queria gravar bem a imagem na minha cabeça para nunca mais esquecer a decepção que este homem estava provocando em mim.
Baixei meus olhos procurando respirar e para tentar expulsar aquela dor que estava querendo enviar lágrimas aos meus olhos. Quando ergui meus olhos novamente, urubu vinha em minha direção.
Engoli o nó que estava em minha garganta para tentar dizer algo.
– O-oi Frank. – minha voz saiu quase normal.
Percebi Frank serio e aborrecido. Eu podia tentar fingir, mas meus olhos entregavam a dor que eu sentia.
– Bella... eu nem sei o que te dizer... – ele parecia constrangido.
Ele não tinha culpa se o amigo dele era um canalha.
– Tudo bem Frank... – sussurrei tentando não olhar mais para a pista de dança.
– Tudo bem nada. – Alice disse furiosa. – Esse teu amigo é um imbecil.
– Alice...
– Ela tem razão Bella. Imbecil é pouco. – Frank disse – Sinto muito pequena. Eu... tentei impedir...
Ele não terminou de falar, pois Edward e a mulher que estava com ele se aproximaram de nós. Agora eu sabia quem era a mulher. Era Irina.
Prendi a respiração quando ele com a mão na cintura dela parou a minha frente.
Nada de desculpas
Ele nunca verá você chorar
Finge que não sabe
Que ele é o motivo pelo qual
Você está se afogando, você está se afogando, está se afogando
E ouvi em sussurros na rua
Que você seguiu adiante
Um novo furo em seu cinto
É tudo o que serei
E agora vejo, agora vejo, agora vejo
Ele havia partido havia tempo
Quando me conheceu
E percebo que a piada é sobre mim
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Vergonha para mim agora
Voou comigo a lugares a que eu nunca tinha ido
Até me pôr no chão, oh
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Vergonha para mim agora
Voou comigo a lugares a que eu nunca tinha ido
Agora estou deitada no chão duro e frio
Oh, oh, problema, problema, problema
Oh, oh, problema, problema, problema
Tirando uma força não sei de onde eu o encarei. O orgulho feminino me tomou. Eu não o deixaria tripudiar da minha dor de vê-lo ali com outra. Eu deixaria pra chorar depois. Ele não me humilharia mais.
– Oi. – falei.
Edward não me olhava diretamente. Com uma mão na cintura de Irina e outra com uma garrafa de cerveja ele me olhava de lado e bebia com frequência.
– Oi Bella. – foi Irina quem falou. – Não sabia que era seu aniversario. Foi o Edward que me falou. Parabéns. – ela disse.
– Obrigada. – consegui dizer.
– Essa boate é bem legal...
Irina começou a dizer, mas foi interrompida por um Emmett furioso que partiu pra cima de Edward.
– Seu idiota! Eu te avisei Edward! Eu avisei que não a magoasse. – Emmett empurrou Edward.
– Ah qual é? – Edward falou pela primeira vez. Parecia meio embriagado. – Isabella sabia que não era nada serio. – falou cravando ainda mais o punhal em meu coração. – Não é Isabella? Nos divertimos um pouco, mas não foi nada mais que isso. – disse.
Olhei para ele fixamente. Desviei meus olhos e fui para a o lado de Emmett.
– Emmett... ele tem razão. Não se preocupe. Não foi nada de mais. – tentei acalma-lo.
Jasper e Jake e Rose também estavam próximos. Mesu amigos olhavam para Edward de forma assassina. Percebi Irina meio perdida no que estava acontecendo.
– Bella... desculpe eu não sabia que o que vocês tinham era serio. – Irina disse parecendo desconfortável.
– Ninguém te perguntou nada sua vadia. – Rose disse de forma brusca calando a loira.
Jasper se aproximou de Edward.
– Fique longe dela. Entendeu seu bad boy de bosta? – falou não temendo o líder de gangue.
Edward encarou Jasper furioso, mas ai seus olhos vieram para os meus. Havia algo ali que não consegui ver o que era e nem me interessava. O importante é que fui uma boba me apaixonando por um cara que não sentia o mesmo por mim. Que brincou com meus sentimentos. E agora tudo chegou ao fim. De uma forma bem dolorosa.
– Vamos embora Edward. – Frank disse puxando-o pelo braço.
Eles saíram e vi que deixaram Irina para trás. Ela sem jeito se retirou rapidamente.
Eu respirei fundo e pisquei para afastar as lágrimas que agora com ele fora da minha vista queria surgir com força total. O que eu queria era colocar pra fora toda aquela dor que me consumia.
Minhas amigas me abraçaram, mas eu não estava neste mundo. Não lembro direito como só sei que estava deitada na cama do quarto de Alice. Finalmente consegui soltar toda a dor que estava prendendo desde o momento em que vi o homem que amava jogar fora todo o amor que eu sentia por ele.
E o medo mais triste chega causando arrepios
De que você nunca amou a mim ou a ela ou a ninguém,
Sim
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Vergonha para mim agora
Voou comigo a lugares a que eu nunca tinha ido
Até me pôr no chão, oh
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Vergonha para mim agora
Voou comigo a lugares a que eu nunca tinha ido
Agora estou deitada no chão duro e frio
Oh, oh, problema, problema, problema
Oh, oh, problema, problema, problema
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Problema, problema, problema
Eu soube que você era problema quando você apareceu
Problema, problema, problema
Continua...


Não me matem. Please.

------------------



SPOILER
Eu e Frank dançávamos uma salsa mais lenta. Eu sentia minhas costas queimando pelo olhar de Edward.
- Que bom que pode vir Bella. Eu sei que deve ter sido bem difícil você vir aqui depois... você sabe. ele disse.
- Eu gosto de você. E... por que tudo tenha sido desta forma. Isso não tem nada a ver com você.
- Bella... você pode não acreditar, mas o Edward... ele...
- Por favor, Frank. É melhor não falarmos nisso. No final das contas acho que foi o melhor. Não tinha como dar certo mesmo.
Ele parecia desapontado pelo que eu disse.
- Frank... quem são aqueles homens que estão junto com Edward hoje? Eu nunca os vi aqui antes?- minha curiosidade não resistiu e tive que perguntar.
- Bella... eu não posso falar sobre isso...- fiquei olhando pra ele esperando uma resposta mais objetiva. Tudo bem. Vou te falar, mas, por favor, não comente com ninguém que eu falei qualquer coisa. Esses dois ai é Aro e Alec Volturi. Eles são os chefões da gangue. Eles juntos com o pai do Edward que começaram tudo. Eles não costumam ficar por aqui. Não costumam a aparecer em público. Ta vendo vários caras de preto espalhados pelas paredes do lugar hoje?
Olhei ao redor e vi vários homens mal encarados que eu não havia percebido antes.
- Esses homes fazem parte dos caras de confiança dos Volturi.
- E por que vieram aqui hoje? Isso tem algo a ver com a reunião que teriam com o Edward?
- Bella não posso te dizer mais nada sobre isso.
- Isso é muito confuso eu achei que o Edward fosse o mandachuva da gangue por aqui. falei.
-As coisas nem sempre são como parecem, e agora, por favor, não me pergunte mais nada. falou serio.
Mais tarde eu fui em direção ao banheiro. Já estávamos indo embora e como num dejavú Edward apareceu no meu caminho.
Estaquei. Meu coração apaixonado, mas magoado deu sinal de vida. 
Ele me olhou e em seu olhar eu não consegui definir o que vi.

No comments :

Post a Comment