Friday, June 13, 2014

ENTREVISTA TRADUZIDA DE ROBERT PATTINSON PARA BRISBANE TIMES.

  
O vampiro está morto. Ou, pelo menos por agora, deveria estar. Com The Rover, o novo filme do diretor de Animal Kingdom, David Michôd, Robert Pattinson finalmente livrou-se do rótulo de Crepúsculo que ameaçava defini-lo para sempre como ator.

Em The Rover, ele tem um sotaque profundo do Sul dos Estados Unidos, dentes estragados e uma estranha dependência emocional  sobre os outros. É um papel que tem atraído alguns comentários muito positivos: O crítico da Variety, Scott Foundas, falou sobre ele '' uma atuação que redefine uma carreira ... que revela profundidades incalculáveis ​​de sensibilidade e sentimento''.

Pattinson é um entrevistado relaxado. Ele tem uma grande gargalhada, e o ar de alguém que não tem trabalhado todas suas linhas de antecedência, mas ele também está preparado para explicar e explorar o que lhe interessa. Ele é sério sobre o seu trabalho, e com vontade de fazer filmes com pessoas que ele admira e respeita.

Ele está ciente de que ele está recebendo críticas favoráveis ​​por The Rover. Ele está feliz com isso, é claro, diz ele,'' porque eu realmente amo o filme.'' Mas quando se trata de sua performance, ele admite,'' Eu sempre penso nisso como um trabalho em andamento, e cada vez é frustrante pensar sobre as coisas que poderia corrigir.''

Ao mesmo tempo, quando leu o roteiro, foi uma das raras ocasiões em que ele se conectou imediatamente com um papel '' Talvez porque era muito solto - Você poderia realmente fazer quase tudo com o personagem. Você poderia projetar qualquer coisa para ele. Mas eu não sei, eu podia ouvir a voz na minha cabeça quase que imediatamente, eu podia sentir o caminho ... e isso só me aconteceu três ou quatro vezes desde que eu comecei a atuar.''

Michôd mergulha o público rapidamente no  mundo do filme, um futuro próximo em que a Austrália torna-se uma desprestigiada, devastada, e economia precária. Há um imediatismo quase documental, já que não há praticamente nenhuma explicação de como esse colapso aconteceu. Logo no início, o personagem de Pattinson, Rey, é levado em mão pelo personagem de Pearce, por razões que gradualmente se tornam mais claras. No entanto, há muitas coisas sobre Rey que não são enunciadas ou permanecem ambíguas: este é outro aspecto do filme que Pattinson aprecia.
Ele passou quase nenhum tempo com Pearce antes das filmagens começarem. '' Acho que é porque eu fiz o teste um ano antes, e conversei muito com David. Basicamente já tinha em minha cabeça como eu queria interpretar o personagem. Eu tive que manter minha boca fechada para descobrir o que ele queria fazer, o que foi um pouco assustador.'' Ele se perguntou o que aconteceria se a interpretação de Pearce estivesse totalmente em desacordo com a sua visão de seu próprio personagem.''Funcionamos muito bem ,'' mas houve um par de momentos, no início, disse ele, que se sentiu como se estivessem em filmes completamente diferentes.

O ator americano Scoot McNairy interpreta o irmão de Rey, de quem ele se separou. Pattinson é um grande fã do camaleônico ator cujos filmes mais recentes incluem Killing Them Softly, Monsters e 12 Years a Slave. '' A coisa mais engraçada sobre Scoot é que você nunca pode reconhecê-lo'', diz Pattinson. "Outro dia eu estava falando com ele sobre Argo, e eu não sabia que ele esteve no filme. Não tinha absolutamente nenhuma ideia.'' Ele dá uma de suas risadas mais sinceras.'' Ele pensou que eu estava brincando durante toda a nossa conversa"


Ele não se importa de contar histórias contra si mesmo, e tem uma maneira auto-depreciativa de falar sobre certezas. '' Eu não sei se eu sou necessariamente bom em 'esculpir uma carreira' ou qualquer coisa'', diz ele,'' mas eu sei o que eu quero fazer. Eu não sou muito bom em encontrar ou obter filmes maciços.'' Acontece que ele está falando sobre a vida depois de Crepúsculo. O que significa, diz ele, é que '' Não me aproximei muito sobre super-heróis e outras coisas.''

Ele tem, no entanto, uma abundância de projetos interessantes em andamento ou aguardando liberação. The Rover estreou no Festival de Cannes, e assim o fez Maps to the Stars, uma comédia de humor negro sobre Hollywood, dirigido por David Cronenberg. Ele também fez Queen Of The Desert, um filme biográfico de Werner Herzog, sobre a viajante britânica, escritora e figura política Gertrude Bell (Nicole Kidman). Ele interpreta seu aliado T.E. Lawrence - inevitavelmente convidando a comparações com Peter O'Toole.

Ele esteve recentemente trabalhando em Life, um intrigante duplo retrato de James Dean e Dennis Stock, o fotógrafo de Life que tirou uma famosa série de retratos do ator pouco antes de ele romper como uma estrela em East of Eden. Pattinson interpreta Stock, e as pessoas assumem que ele se sentiu atraído para o papel, porque é uma reflexão sobre celebridades, mas ele diz que não é o caso. '' Muito do que eu estava interessado, em nada tinha a ver com James Dean, ou fama, ou qualquer coisa assim.'' O que mais o atraiu a Stock, diz ele, é que o personagem é descrito como '' um péssimo pai . E você realmente não vê isso em papéis de rapazes jovens. Ele só não ama seu filho ou é incapaz disso, e isso meio que o aflige.''

O filme também é sobre visões conflitantes de criatividade, diz ele. '' É uma pequena batalha de ego, e muito dele é sobre o ciúme profissional, e quem é um artista melhor, quem é o sujeito e quem é o artista.'' Life é dirigido por Anton Corbijn (Control), que foi um fotógrafo antes de começar a criar filmes.

Pattinson diz que suas próprias opiniões sobre a fotografia são '' um pouco estranhas''. Ele não é um fã de fotografia digital, ele diz: sente que é muito fácil, que não exige o mesmo nível artístico como fotografia analógica. E, claro, ele acrescenta, que as experiências com paparazzi não o ajudou a apreciar os fotógrafos. '' Eu tenho uma atitude muito negativa com fotógrafos em uma série de maneiras, por isso é interessante interpretar um.''

Em outubro, ele começa a trabalhar em Idol's Eye, que será dirigido pelo cineasta francês Olivier Assayas, que faz sua estréia em Hollywood. Robert De Niro acaba de assinar para o filme. '' Eu estou muito, muito animado por isso'', diz Pattinson. É uma história verídica sobre um grupo de ladrões em momentos de transição - da face em mudança da tecnologia em alarmes anti roubo para as realidades mutáveis ​​da máfia de Chicago.

Ele também está estrelando em um drama independente pós Primeira Guerra Mundial chamado The Childhood Of a Leader, programado para ser filmado em setembro. Ele será dirigido pelo ator Brady Corbet (Mysterious Skin, Funny Games), a partir de um roteiro que ele co-escreveu. '' Conheço Brady há 10 anos, ele é ótimo e o roteiro é fenomenal.''

Corbet disse que realmente aprecia a maneira como Pattinson usa sua fama para ajudar a garantir que os filmes que ele admira consigam ser feitos. Pattinson ri quando eu menciono isso. É um poder que ele poderia muito bem usar, enquanto ele pode, ele sugere. '' Vamos ver quanto tempo dura.''


The Rover está sendo projetado atualmente

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Home

0 comentários:

Post a Comment

Forever

É difícil às vezes olhar para trás e ver quanto tempo passou. As amizades conquistadas e algumas perdidas no caminho. A maturidade que inevitável atinge nossas vidas e altera nossos rumos. Aquilo que nos atingiu não podemos mudar, apenas aproveitar para encher nossa história de belos momentos vividos e aprendidos.
Twilight Moms Brasil é parte de mim e espero que seja de você também, Forever.

Twilight Moms Indica

TWIMOMS BRASIL INDICA: "PROCURA-SE UM MARIDO" DE CARINA RISSI

Uma joia deliciosa de se ler, fluente e brilhante que prende você do inicio ao fim. Desde seu lançamento, fiquei muito curiosa para le...