FANFIC CASTELO DE AREIA - SEGUNDA FASE CAPÍTULO 06

Oi meninas!
Espero que amem este médico sedutor e sua princesa.
O capítulo passado foi lindo né? Suspira kkk neste o capítulo é mais pervo kkk

Castelo De Areia

CASTELO DE AREIA 
JU BAUER (JU BEIJA FLOR)

Classificação: +18
Categorias: Saga Crepúsculo 
Personagens: Bella Swan, Edward Cullen
Gêneros: Drama, Hentai, Romance
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Segunda Fase - Capítulo 6
Recuperando o tempo perdido.
Isabella arqueava o corpo, inebriada por sensações por ela desconhecidas, enquanto Edward passava seus lábios e língua por todo o corpo da mulher amada.
Era a terceira vez que se amavam e não conseguiam se cansar um do outro. Pareciam numa espécie de frenesi. O tempo em que ficaram separados precisava ser recuperado. Em seus corações sabiam que nunca iriam cansar um do outro, ou achar que tempo já estava recuperado, eles somente queriam se amar mais e mais.
Bella agarrava com ambas as mãos as grades da cabeceira da cama sentindo Edward devastando sua entrada encharcada com a boca.
O médico usava a língua para estimular o clitóris de Bella e os dedos para penetrar sua vagina. Ela gemia enlouquecida de prazer, mas ele ainda não estava satisfeito. Queria vê-la perder o controle. Bella era maravilhosa na cama. Era a mulher feita para ele como ele julgou ser por todos estes anos, mas ela ainda era um pouco travada, talvez subjugada por anos de um relacionamento fracassado com Jacob. Ele não queria pensar nisso. Não queria pensar na mulher que amava com seu irmão, no entanto estava ciente de que tudo o que Bella vivera por estes dez anos estava diretamente relacionado com seu modo de agir na cama, e Edward a queria por inteiro e completo para ele.
Ele queria enlouquecê-la e iria conseguir. Chupou forte seu botão inchado enquanto bombeava seus dedos em sua entrada altamente molhada. Edward sentiu seu membro implorando para se enterrar nela, mas só faria isso quando ela pedisse da forma que ele queria que ela pedisse.
Umas das mãos dele alcançou um dos seios de Bella, e ele apertou o mamilo com força.
– Oh, nossa… Edward! - Bella fechou os olhos e sua cabeça se inclinou de volta com força contra o travesseiro enquanto seu peito se levantava em direção à mão dele. O fogo passou por seus seios e acenderam uma fornalha entre suas pernas.
–Tão bom, huh?- Edward sorriu maliciosamente.
– Sim... – ela gemeu.
– Quer mais linda? Diga-me o que quer? – ele falou diminuindo o ritmo de seus movimentos em seu sexo.
– Você... Eu quero você. - ela disse. Edward ficou feliz por suas palavras mais queria mais dela.
– Sim você terá, mas me diga como me quer Bella? O que quer que eu faça? Diga. Você sabe o que tem que dizer. – o médico disse estimulando Isabella.
Sim, ela sabia. Como e o que tinha que dizer. No entanto apesar de tudo o que ela e Edward já tinham feito a pouco ela ainda sentia-se retraída por dizer as coisas que ele queria. Falar sujo nunca fora umas das qualidades de Bella. Mas ela se excitava com isso. E queria excitar seu homem... Seu Edward.
– Eu... Quer... quero que me foda Edward. Que coloque o seu pau em minha boceta molhada de tesão por você. – ela disse olhando ele nos, viu o olhar dele mudar e se tornar mais brilhante. De luxuria.
Ele rugiu e deitando-se sobre ela a penetrou fundo e forte.
– Ahh... Isso! – Bella gemeu.
– É assim meu amor... é assim que quer? Que te foda duro? – ele falou bombeando seu membro dentro dela.
– Sim... isso assim mesmo. – ela respondeu.
Edward então a beijou forte. Sua língua tomando posse da boca de Isabella. A morena colocou suas mãos nas nádegas do médico o incentivando a ir mais fundo e retribuindo seus beijos cada vez mais urgentes e selvagens.
– Eu te amo – ele disse.
Bella tentou dizer a ele que o amava também, porém foi impedida pelos lábios de Edward.
A cama fazia barulhos com a força que os dois se amavam. Ambos não aguentavam mais e explodiram em um prazer mágico. Edward derramou sua semente dentro de Bella e até isso, sentir o prazer de Edward dentro de si, fez Bella sorrir.
Ele rolou para o lado e trouxe Bella para junto de si. Ela aninhou seu corpo sobre ele. Ficaram juntos curtindo o momento.
– Eu sempre ficava pensando em momentos como este. – Edward disse alisando as costas de Bella. – Você e eu. Juntos. Eu já estava perdendo a esperança de que um dia isto pudesse acontecer.
Bella sorriu se erguendo para beija-lo foi então que sentiu algo escorrer entre as pernas.
– Hum... Acho que preciso de um banho. – disse e Edward acompanhou seu olhar percebendo do que se tratava.
– Deus Bella! Eu me esqueci do preservativo, eu nunca esqueço. Não precisa se preocupar eu estou limpo e quanto... – ele disse ficando nervoso.
– Calma Edward. Está tudo bem. Eu também sou saudável e quanto à gravidez... Bom não há o que se preocupar, não é? – disse ficando triste.
Edward percebeu a tristeza na mulher que amava. E sentiu ganas de matar Jacob.
– Não fique assim amor, me dói vê-la assim. Tenho vontade de acabar com Jacob.
Ela tentou sorrir, não queria estragar o clima entre eles que estava tão bom.
– Não vamos falar nisso. Vou tomar um banho e fazer algo pra comermos já são quase duas da tarde.
Edward se aproximou beijando o pescoço dela.
– Você me tira do prumo Bella nem fome eu tenho mais. Só uma fome que eu tenho. Fome de você. – ele disse.
Ela não resistiu e o puxou para um beijo apaixonado.
Mais tarde os dois interagiam na cozinha onde preparavam um almoço rápido para eles. Isabella vestia somente uma camisa de Edward e calcinha. Edward estava abismando com o quanto ela parecia sexy vestida assim. Ele usava a calça do pijama de antes.
Eles cozinharam entre beijos, alguns amassos. Estavam felizes. Bella não sabia dizer o que eles tinham. Se era um romance, um namoro, mas definitivamente não era somente um caso.
Na cabeça de Edward, as coisas eram muito claras. Ele a amava com sempre a amou, e agora que ela estava com ele, ele queria uma família com ela. Queria tudo. Não deixaria sua chance escapar a faria se apaixonar por ele. Ele ate achava que ela estava realmente apaixonada por ele, mas ainda não o amava com loucura como ele a ela. E ele queria isso, queria ela totalmente entregue.
Após almoçarem e arrumarem a cozinha eles foram para a sala de estar do segundo andar.
Deitados juntos no sofá, Bella e Edward aproveitavam o final de tarde que se aproximava.
Ele segurava a mão dela e ora ou outra beijava suavemente seus dedos fazendo o coração da mulher disparar no peito. Nunca um homem fora tão carinhoso com ela.
– Grace vai surtar. – Bella falou e sentiu o peito de Edward tremer com seu riso.
– Sim com certeza ela ficará feliz. – ele disse.
– Como será que ela notou... sobre nós? Tenho certeza que ambos fingimos bem por todos estes anos. – Bella perguntou.
– Não sei Bella, mas as crianças têm sentidos melhores que nós adultos, e talvez não tenhamos fingindo assim tão bem. - Edward respirou fundo – Eu sempre procurei fugir quando eu sabia que você e... Jacob estaria em lugar em que pudéssemos nos encontrar.
Bella virou-se para ele. Seus olhos procurando pelos dele.
– Eu sinto muito por tudo isso...
Ele colocou seus dedos sobre os lábios dela.
– Shiii isso já passou, agora estamos aqui, juntos. – ele falou lhe dando um beijo.
Ao se afastarem Bella não escondeu sua expressão confusa.
– O que foi? – ele perguntou.
– Quando você diz... Juntos, quer dizer juntos como? Eu sei que estamos... Que ficamos... hoje, mas eu preciso saber no que isso – ela apontou para eles - vai nos levar. – Bella disse num jorro de coragem.
– Vai nos levar até aonde você quiser que isso vá. – ele respondeu.
– Se eu disser que isso não mais acontecerá, que quando todos voltarem para casa nada mais entre nós vai acontecer você aceitaria? – Bella perguntou.
Edward sentiu seu coração doer pelas palavras dela. Era isso que ela queria? Resolveu ser sincero.
– Sim eu iria aceitar, mas não é o que eu quero Bella. Por mim nunca mais ficaremos separados. Eu a amo por 10 anos. Nunca deixei de amar. Quero você pra sempre. Quero uma família com você. Mas eu preciso que você queira o mesmo que eu. Se você não quer, então eu tenho que aceitar o que você decidir.
Embevecida com as palavras dele Bella não pode deixar de registrar que ele queria uma família com ela. Como poderiam ter uma família? Ela não podia dar filhos a ele, e um dia ele iria querer isso.
– Edward... Como pode querer uma família comigo? Você sabe que eu não posso...
Ela não deixou que ela falasse, pois a beijou. Procurou demonstrar todo seu amor naquele beijo.
– Eu amo você será que não vê isso? Nada importa Bella. Só uma coisa. Você quer ficar comigo? Quer construir uma vida ao meu lado? - perguntou.
Ele esperou pela reação dela.
– Eu quero. Quero você Edward, muito.
Ele sorriu a trazendo mais para perto.
– Então é só isso que importa. E a propósito quer namorar comigo?
Bela riu. Um som gostoso que fez Edward rir junto.
– Achei que não ia pedir nunca. - antes que pudesse voltar a se beijar o telefone celular de Bella tocou.
Ela levantou-se para atendê-lo. Ela Grace.
– Olá meu amor. – Bella disse sorrindo.
– Oi mamãe. Eu estou morrendo de saudades. – Grace disse animada.
– Também estou querida. Como esta tudo ai?
– Está tudo ótimo, aqui é bem legal, mas sinto sua falta e do tio Edward.
– Aproveite meu bem, amanhã à tarde estaremos juntas de novo. – Bella disse sentindo falta de sua pequena joia.
– Mamãe aquela loira aguada ainda está aí?
Bella tentou não rir e se manter seria, mas o modo que a filha falara de Tânia foi engraçado.
– Grace! Não fale assim, e sim ela foi embora.
– Ai que bom. Eu não ia gostar que ela fosse namorada do tio Edward. – disse sincera.
Bella sorriu. Somente imaginava quando Grace soubesse que ela era a namorada de Edward.
– Mamãe eu vou ao shopping agora com a Lita, a Lorrane e as primas dela.
– Ok meu bem se cuide e se comporte. Faça tudo o que a Lita disser. – Bella recomendou a filha.
– Pode deixar mamãe. Te amo.
– Também te amo, baby.
Ela desligou e sentiu Edward próximo a ela.
– Como ela está? – ele perguntou.
– Bem. Vão ao shopping agora. – Bella falou deixando o celular sobre a mesinha. – Ela me perguntou se Tânia havia ido embora. Ela disse que não ia gostar que você a namorasse.
– Isso nunca ia acontecer por que primeiro eu gosto da Tânia como amiga, e segundo por que sou louco por você.
Bella mordeu os lábios.
– Mas você já dormiu com ela. – ela afirmou.
– Sim, mas... foi somente sexo. – ele disse e ela bufou.
– O Edward conquistador atacou até a amiga... hum...
– Bella... eu era solteiro...
– Era? - Perguntou se fazendo de desentendida.
– Sim porque agora tenho a namorada mais linda, gostosa e sexy do mundo. – ele disse rindo.
Bella empurrou Edward sobre o sofá e subiu em seu colo.
Ele sorriu safado de seu ataque.
– Está querendo me matar? – falou quase gemendo quando ela mordia seu pescoço e subia para sua orelha.
– Não eu só quero recuperar o tempo perdido. – falou se movendo em seu colo. Roçando sua parte intima e mal coberta por sua calçinha sobre a ereção dele.
– Dez anos em 1 dia? – perguntou ele a apertando mais.
– Não. Acho que 1 dia não será suficiente. – ela disse fechando os olhos quando ele abaixou sua camisa tomando o mamilo róseo em sua boca.
Bella gemeu deliciada. Nunca se cansaria dele. Ele era lindo e sexy demais para a sanidade dela.
Edward fez Bella encaixar-se em seu membro. Há roupa já tinha sumido de seus corpos. Ele a impulsionava sobre seu pau muito rígido enquanto mordia e lambia seus seios, sempre alternando entre eles.
– Com certeza um dia não será suficiente princesa. – ele disse gemendo.
Bella subitamente parou os movimentos.
Edward abriu os olhos para encontrar os olhos brilhantes dela.
– O que foi?
– Você nunca mais tinha me chamado de princesa. – disse emocionada.
Ele sorriu lindamente para ela.
– Você sempre foi minha princesa. – colocou suas mãos ao lado do rosto dela. – Só estava com o homem errado. – disse.
– Errado. Eu não estava com meu príncipe. – ela falou e foi tomada pelos lábios de Edward.
Juntos foram transportados para o mundo onde só existiam eles. Onde ele era o príncipe e ela sua princesa.
Continua...


Spoiler

- Querida nos temos uma coisa pra te falar. Bella disse nervosa. 
Por que estava nervosa? Não é como se Grace fosse ficar contra, mas Bella não conseguiu não ficar nervosa.
- Pode falar mamãe. Grace a olhava atentamente.
Bella olhou da filha para Edward que sorria tranquilo.
- Bom... é que... ela não conseguia dizer.
Grace a olhava esperando pelo que a mãe iria dizer.
Edward vendo o jeito nervoso de Bella resolveu ajudar. Foi até o sofá e sentou-se ao lado de Grace.
- Princesa... Você falou que gostaria que eu e sua mãe fossemos namorados, não é?
Grace assentiu.
- Pois então... Agora eu e sua mãe estamos namorando.
Os olhos de Grace se arregalaram e ela abriu um imenso sorriso.
- Serio tio Ed? perguntou empolgada.
Ele riu fazendo que sim com a cabeça.
Ela virou-se para a mãe.
- Mamãe? Você e o tio Ed estão namorando? De verdade mesmo?
Bella riu do entusiasmo da filha.
- Sim amor, estamos.
- AAHH! Eu não acredito que demais! ela levantou e começou a pular Eu preciso falar pra Lita, e depois pra Lorrane e depois ligar pra tia Rose e... Edward e Bella começaram a rir.
- Calma princesa tem tempo. Edward disse.
Grace abraçou Edward e bella ao mesmo tempo.
- Obrigado. Ai! Agora vou ter uma família de verdade. disse fazendo os dois adultos presentes se emocionarem.

No comments :

Post a Comment