FANFIC CASTELO DE AREIA - SEGUNDA FASE CAPÍTULO 07

Oi meninas!
Espero que amem este médico sedutor e sua princesa.
Capítulo bem gostoso, no estilo família. E logo vem areia hein kkk preparem-se. Preparem os lenços.
Divirtam-se com o capítulo.
Obrigado pelos comentários. Vocês sempre são demais.

Castelo De Areia

CASTELO DE AREIA 
JU BAUER (JU BEIJA FLOR)

Classificação: +18
Categorias: Saga Crepúsculo 
Personagens: Bella Swan, Edward Cullen
Gêneros: Drama, Hentai, Romance
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Segunda Fase – Capítulo 7
Amando
O casal apaixonado dormia tranquilamente com seus corpos entrelaçados. Até durante o sono queriam estar juntos. Recuperando os anos em que estiveram separados.
Isabella se mexeu na cama e sentiu o braço de Edward em volta de sua cintura. Sorriu. Virando-se devagar ela viu Edward adormecido. Lembrou-se da noite maravilhosa que passaram.
Haviam jantado algo que ambos prepararam, conversaram sobre o trabalho de Edward na África. Isabella amava quando ele falava sobre seu trabalho. Conversaram sobre gostos musicais, livros. Tudo. Era um casal se conhecendo.
Depois foram passear na praia, já era noite, e a aura sensual e romântica os fez se entregarem novamente ao desejo que sentiam. Amaram-se lentamente a beira mar.
Bella levantou sem fazer barulho e foi preparar um café para ela e seu namorado. Suspirou alto ao pensar em Edward como seu namorado. Ela estava perdidamente apaixonada por ele.
Pensando bem ela sempre fora apaixonada por ele. Se enganara por todos estes anos, ao lado do homem errado. Espantou este pensamento não queria lembrar-se do que passou, queria olhar pra frente e ver o futuro ao lado de seu amor.
Bella preparou uma bandeja com varias guloseimas. Dirigiu-se para o quarto colocando a bandeja ao lado da cama no chão. Subiu na cama e começou a beijar as costas torneadas do belo homem que dormia.
Edward começou a se mexer sentindo os beijos dos lábios femininos. Ainda de olhos fechados sorriu sentindo o cheiro da mulher que amava. De sua namorada.
– Bom dia dorminhoco. – ela disse ainda o beijando. No momento beijava seu ombro.
– Nossa! Que ótima forma de acordar. – ele disse se virando rapidamente colocando seu corpo sobre o de sua namorada. - Bom dia meu amor. – o médico disse fazendo Bella quase suspirar.
– Bom dia meu médico gostoso. – ela disse brincando e riu ainda mais quando viu a cara de surpresa dele.
– Gostoso é? – ele disse malicioso. – Vou te mostrar o quanto eu sou gostoso. – disse beijando e mordiscando o pescoço de Bella.
– Edward... o café... – disse sem muita convicção a morena.
– Depois princesa... – falou levantando a blusa que ela usava e colocando suas mãos nos seios firmes da namorada. – Se eu sou gostoso o que você é hein? Gostosa? Não... acho que você é uma delicia... Deliciosa. – disse sendo silenciado pelos lábios macios de Isabella.
***
– Eu preciso ajeitar a minha vida Edward. – Bella disse a Edward enquanto ela o assistia pintar.
Edward parou o que estava fazendo indo até onde ela estava.
– Como assim? – perguntou, mas já desconfiava sobre o que seria.
– Eu ainda sou casada... Preciso me divorciar. Ver um emprego, uma escola pra Grace. Ela está há muito tempo sem ir à escola. Temos que isso possa me prejudicar em uma disputa judicial com Jacob.
– Acha que ele vai levar isso até os tribunais? – perguntou.
Ela assentiu.
– Tenho certeza que ele não facilitará a minha vida. – Bella disse desanimada. Uma luta judicial pela guarda de Grace era tudo o que ela não queria. – Edward... Acho que por enquanto temos que manter nosso relacionamento... o mais discreto possível... Por favor, não me entenda mal... eu quero tudo com você, mas por agora, até eu iniciar meu processo de separação... acho que seria prudente não irritar Jacob.
– Jacob que vá pro inferno! – Edward rugiu.
– Por favor? – ela pediu.
– Tudo bem princesa, mas acho difícil escondermos isso de minha família. Você sabe como eles são.
Bella riu.
– Sim eu sei, quando falei discretamente não me referi a eles. É claro que a eles vamos contar.
Edward beijou a mão de Bella quando escutaram a velha caminhonete de José estacionando.
Bella abriu um grande sorriso. Sua princesa havia chego. Ela e Edward de mãos dadas desceram. Mas logo soltaram. Queria primeiro conversar com Grace, antes de contar o que havia acontecido entre eles.
– Mamãe! - a menina entrou correndo diretamente para os braços da mãe.
– Oh! Minha princesa! Que saudade. Como está? – Bella disse examinando a filha como toda mãe fazia.
– Estou ótima mamãe. Fizemos tanta coisa. – então ela viu seu tio indo correndo abraça-lo.
– Sentiu minha falta princesa? – Edward perguntou com a menina agarrada a sua cintura.
– Muito tio Ed.
Bella pegou Grace pela mão e a fez sentar-se com ela no sofá.
– Querida nós temos uma coisa pra te falar. – Bella disse nervosa.
Por que estava nervosa? Não é como se Grace fosse ficar contra, mas Bella não conseguiu não ficar nervosa.
– Pode falar mamãe. – Grace a olhava atentamente.
Bella olhou da filha para Edward que sorria tranquilo.
– Bom... é que... – ela não conseguia dizer.
Grace a olhava esperando pelo que a mãe iria dizer.
Edward vendo o jeito nervoso de Bella resolveu ajudar. Foi até o sofá e sentou-se ao lado de Grace.
– Princesa... Você falou que gostaria que eu e sua mãe fossemos namorados, não é?
Grace assentiu.
– Pois então... Agora eu e sua mãe estamos namorando.
Os olhos de Grace se arregalaram e ela abriu um imenso sorriso.
– Serio tio Ed? – perguntou empolgada.
Ele riu fazendo que sim com a cabeça.
Ela virou-se para a mãe.
– Mamãe? Você e o tio Ed estão namorando? De verdade mesmo?
Bella riu do entusiasmo da filha.
– Sim amor, estamos.
– AAHH! Eu não acredito que demais! – ela levantou e começou a pular – Eu preciso falar pra Lita, e depois pra Lorrane e depois ligar pra tia Rose e... – Edward e Bella começaram a rir.
– Calma princesa tem tempo. – Edward disse.
Grace abraçou Edward e Bella ao mesmo tempo.
– Obrigado. Ai! Agora vou ter uma família de verdade. – disse fazendo os dois adultos presentes se emocionarem.
– Nós vamos morar pra sempre aqui? – Grace perguntou de repente com os olhos brilhando.
– Não sei amor. Ainda temos que ver filha. – Bella disse sorrindo ternamente para a menina.
– Por mim podem ficar pra sempre. – Edward disse para alegria de Grace e emoção de Bella.
Era isso que ela queria. Ficar sempre ali naquele paraíso com ele. Ali foi onde começaram a viver o amor que os uniu há 10 anos, mas que somente agora poderiam viver.
***
Bella e Edward, já deitados naquela noite, conversavam sobre os planos que pretendiam seguir em suas vidas.
– Você não vai mais trabalhar na ONG então? Não vai mais voltar à África? – Bella perguntou alisando o peito másculo de Edward enquanto sua cabeça repousava sobre o tórax do namorado.
– Não. Abandonar a ONG não está nos meus planos, mas ficar mais tempo aqui sim. Eu posso conseguir um cargo em algum hospital aqui ou em Sacramento que não é longe e tem bons hospitais, e de vez em quando ir até a África e ficar um pouco e voltar. Voltar pra você.
Bella sorriu.
– Adorei a última frase.
Ele riu.
– E você? Quer lecionar?
– Não sei Edward. Depois que me formei nunca trabalhei. Não tenho experiência. Não sei se alguma escola iria me dar uma chance. - comentou sem jeito.
– Por que não? Sua amiga não leciona na escola aqui de Monterey? Então quem sabe ela não consegue algo para você. – ele disse.
Bella já havia pensado nesta possibilidade. Com certeza Jessica poderia ajuda-la.
Edward puxou o rosto de Bella para que ela o olhasse.
– Você é incrível, inteligente, linda quem não gostaria de lhe dar uma chance? Pode ter certeza meu amor tudo vai dar certo. Estamos começando uma nova vida e seremos felizes. Vamos passar por todos os obstáculos juntos. Entendeu?
Isabella ficou emocionada com as palavras dele, e acenou de cabeça, se falasse algo provavelmente choraria. E não havia motivo para choro. Somente alegria.
***
– Grace! Não corre filha.
Edward escutou Bella dizer, mas voltou sua atenção para o celular em que falava com a irmã.
– Não acredito que não me ligaram para me contar a novidade?! – Rosálie disse indignada.
Ela não estava indignada, estava fazendo charme. Na verdade estava era feliz por seu irmão e Bella finalmente terem se acertado.
– Rose isso aconteceu há apenas três dias. – Edward disse a irmã não escondendo seu sorriso ao pensar nos últimos acontecimentos.
– Não importa. Se não fosse por Grace me ligar garanto que os dois iriam esconder isso. – a loira grávida de 9 meses disse – Não sabe que não posso me aborrecer. – brincou fazendo dengo ao irmão.
– Não iríamos esconder... Bom na verdade vamos ter que esconder por um tempo. Não de vocês, mas do Jacob.
Edward disse e Rose bufou.
– Aquele imbecil. Edward eu tenho ganas de matá-lo pelo que fez a Bella.
Edward fechou os olhos tentando se controlar. Ele sentia o mesmo ímpeto.
– Nem me fale Rose.
– Mas por que precisam esperar? – Rose perguntou.
– É que Bella tem medo que ele possa pedir a guarda de Grace. Você sabe... Ela quer dar inicio ao processo de separação e após isso se estabelecer profissionalmente para que Jacob não a acuse de não poder cuidar da filha.
– É bem possível que ele faça isso mesmo. A julgar que ele a prendeu em casa para que ela não o abandonasse. Quando ela dará entrada nos papeis do divorcio?
Edward respirou fundo. Tudo o que ele mais queria era Bella livre para ficar com ele.
– Marquei uma reunião com uma advogada amiga minha na próxima segunda. Ela é bem legal e Bella vai gostar dela.
– Ótimo. O quanto antes isso for resolvido melhor meu irmão. E quando virão aqui? Somente quando eu tiver parido meus filhos? – ela perguntou debochada.
– Vamos logo. E pra quando será o parto maninha?
– Daqui a duas semanas está marcada a cesariana. Sabe como é parto natural seria impossível com dois meninos filhos do Emmett. Eu iria ficar destruída.
– Argh Rosálie! Tem que falar isso. – Edward gemeu e Rose gargalhou.
– Onde vocês estão? Estou escutando um barulho. – Rose disse observando que o irmão provavelmente não estava em casa.
– Viemos a um parque de diversões. Grace está se divertindo com Lorrane, a filha da Lita. – Edward disse olhando a sobrinha brincar em um brinquedo enquanto Bella assistia a filha a poucos passos dele.
– Oh que lindo! Um passeio em família. Enquanto Grace se diverte você e Bella namoram. – a loira disse rindo, mas muito feliz.
– Isso mesmo. – Edward confirmou. – Agora, se me der licença, eu preciso dar atenção a minha namorada. Tchau Rose.
– Edward Cullen! Você não me disse que a havia pedido em namoro?! Não desliga Edward. –Rose guinchou, mas já era tarde.
Edward desligou rindo e foi ao encontro de Bella. Chegou por trás de sua namorada a abraçando por trás. Ela sorriu sabendo de quem se tratar aqueles braços.
– Rose surtou muito? – perguntou sorrindo.
– Só um pouco. Sabe como ela é. – ele disse retirando os cabelos de Isabella dos ombros e beijando de leve seu pescoço. – Elas ainda não cansaram de brincar não? - Perguntou espiando as meninas que se divertiam numa espécie de piscina inflável.
– Não. Elas têm muita energia. – disse fechando os olhos saboreando a caricia que namorado lhe fazia.
– Tomara que não demorem muito e que se cansem bastante. – ele disse.
– Por quê? – quis saber Isabella.
– Pois eu estou louco pra voltar pra casa e amar minha namorada muitas vezes. E espero que Grace esteja bem cansada para que não acorde no meio da noite precisando da mãe, pois ela vai estar muito ocupada. – ele disse sussurrando no ouvido de Bella a fazendo arrepiar.
– Por que a mãe dela estaria ocupada? O que de não interessante ela estaria fazendo? – Bella entrou na brincadeira.
– Hum... muitas coisas – o médico disse – Coisas muito... muito prazerosas.
– Vamos embora agora! – Bella disse e Edward riu.
***
Em Seattle Jacob recebia a informação de que Edward estava no país. Para ele foi como uma confirmação. Isabella e Grace estavam com ele.
Jogou o copo de uísque que bebia contra a parede. A raiva o consumindo. Ela não podia estar com ele. Ele não permitiria, não admitia. Edward não sairia vencedor. Isabella era dele.
Pensou em onde ele poderia estar. Talvez Rose pudesse lhe dizer, com certeza não por vontade própria, mas com a raiva que ela devia estar dele talvez ela deixasse algo escapar.
Pegou o telefone e ligou para sua irmã. Ele descobriria onde estava Isabella e sua filha e as traria de volta para casa, para ele. Nem que pra isso tivesse que jogar sujo. Muito sujo.
Continua...


O momento deles na praia virá mais pra frente em lembranças, eu não deixaria passar um pega deles na praia né?
------------------
Spoiler

- Nossa família não tem o habito de mentir Jacob. Carlisle Cullen disse serio, demonstrando não estar nada satisfeito com o comportamento do visitante indesejado.
- Eu sei que vocês sabem onde Bella e minha filha estão. o moreno disse, olhando a família unida que ali se encontrava.
- Você não sabe o que está dizendo Jacob, já falamos que não sabemos onde Bella está. Esme Cullen, até então calada, disse calmamente. Ela não gostava de mentir, mas era por uma boa causa.
- Você não sabe de nada Jake, só o que sabe é agir como um idiota. Rose falou brava. Que espécie de homem é você para prender sua mulher em casa? ela se alterou esquecendo seu estado, a gravidez de nove meses.
- Calma ursinha. Emmett disse tentando acalmar a esposa.
Antes que todos pudessem se dar conta, algo passou por eles rapidamente e Jacob já se encontrava no chão com o nariz sangrando.
Edward havia chegado, sem que nenhum deles percebesse, e vendo Jacob não se conteve em acertar o irmão com um belo soco.
- Seu infeliz desgraçado eu vou acabar com a sua raça Jacob! disse o médico furioso.

No comments :

Post a Comment