NOVA ENTREVISTA DE ROBERT COM O L'HEBD HOLLYWOOD - FRANÇA.


Didier: Assistindo o filme me lembrei de algo que eu tinha lido em algum lugar dizendo que o apocalipse é quando os seres humanos estão perdendo a sua humanidade. Você acha que o filme está falando sobre isso?
Rob: Sim, eu quero dizer. Eu acho que é também... Eu estava pensando um pouco sobre a esperança.

As pessoas perderam o senso de esperança com cada personagem e eu acho que é onde vivem, se o mundo está devastado assim. Ou ele está falando ou extraído dentro do mundo economicamente. Não há nenhum lugar para ir para as pessoas. Nós estamos a observá-los e estamos pensando em como podemos viver sem esperança. Existe uma razão para viver? E eu não sei se o filme está falando sobre isso, mas é bastante flexível como você pode interpretá-lo

Didier: Eu gosto do que você está fazendo com a sua carreira depois de Crepúsculo. Eu sei que você ama cinema, nós já conversamos sobre isso. Quando você escolhe um projeto como este ou um Cronenberg, é uma maneira de colocar o seu amor pelo cinema em seu trabalho?
Rob: Sim, quer dizer, basicamente, após Cosmopolis eu percebi que se você só trabalhar com grandes diretores, você será nunca decepcionado. Não importa qual é o resultado, é sempre uma experiência incrível.

No comments :

Post a Comment