FANFIC EU TE DOU MEU CORAÇÃO - CAPITULO 37

Eu Te Dou Meu Coração

Eu te dou meu Coração
Diana Neves.


Classificação: +18
Categorias: Saga Crepúsculo 
Gêneros: Amizade, Drama, Hentai, Romance
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez







PLease, não dói, não cai o dedo e faz um autor se sentir útil e recompensado!


Olhos vazios
Grávida...
Grávida...
Grávida...
Essa palavra estava girando e atormentando minha cabeça.
Senti Bella bicar meus lábios, enquanto ainda estava em meu colo.
Meus olhos estavam desfocados, eu olhava algo além, mas não enxergava nada.
Aos poucos, voltei a escutar as vozes dos meus pais, meu irmão, minha cunhada e nossos amigos.
Todos estavam felizes.
Eu deveria estar também, não é mesmo?
Mas eu não saberia dizer qual sentimento estava me dominando.
– Edward, fale alguma coisa, meu amor. – Escutei Bella sussurrar, enquanto balançava meu ombro de forma delicada.
Falar? Ok. Mas o que?
O que eu poderia falar?
– Vo-vo-você está grávida? – consegui focar meus olhos em Bella, e pude ver quando ela riu e confirmou.
– Estou grávida. – beijou minha bochecha e ainda em meu colo, se virou e olhou para os convidados. – Eu acho que ele está em estado de choque. Será que felicidade causa estado de choque? – todos riram.
Todos riram. Todos riram. Todos riram.
Estavam rindo de mim.
É claro que estavam rindo de mim.
Bella estava rindo também. Ela estava feliz, e eu devia estar feliz por ela.
Mas eu não conseguia.
Por um lado eu deveria estar aliviado.
Bella não me traiu porque não me ama ou queria alguém melhor que eu. Ela me traiu pra conseguir algo que eu não tinha como lhe dar.
Um filho.
Será que esse filho poderia ter uma mínima chance de ser meu?
Que tolice, é claro que não.
Nunca usamos proteção quando transamos, e justamente quando Bella me trai, ela fica grávida.
Eu seria um idiota se por um minuto acreditasse que essa criança era minha.
– Quanto tempo? – perguntei ao sair do meu estado de torpor.
Bella olhou novamente pra mim, ainda sorrindo.
Quanto tempo eu fiquei perdido em pensamentos? Eles ainda estavam rindo. Será que eles não parariam de sorrir nunca?
– De acordo com o resultado do exame de sangue que eu recebi por email, eu estou com 9 semanas. – ela disse empolgada.
9 semanas? Seria uma semana antes de eu ler aquela mensagem.
Oh céus, então não foi apenas uma vez que ela me traiu?
Senti uma pontada em meu coração. Uma dor que me consumiu, e deve ter transparecido em meu rosto.
– Edward, o que houve? Está sentindo alguma dor? – ela olhou em meus olhos, preocupada.
Eu sei que foi com boa intenção, foi pra realizar um sonho, mas eu não consegui dizer isso ao meu coração pra ele parar de doer.
Deus sabe quantas vezes ela saiu com ele, pra garantir que realmente havia engravidado.
– Por que você fez isso? – minha pergunta torturada saiu em um sussurro.
Bella franziu o cenho. Olhou ao redor, onde todos já haviam parado de sorrir e olhavam atentamente para nós.
– Fiz o que? Engravidar? – ela pareceu desconcertada. – Bem, nós nunca usamos proteção, e você nunca disse nada, eu pensei que você também desejava ter um filho comigo. – ela olhou novamente para nossos convidados, que agora já demonstravam tensão em seus semblantes.
– Bella, não vamos discutir isso na frente deles. – sussurrei. – Você pode, por favor, sair do meu colo? – pedi torturado.
Eu queria me trancar em um quarto escuro e solitário.
Queria pensar.
Bella, ainda sem graça perante os outros, se levantou lentamente do meu colo.
– Amor, você vai me dizer o que houve? Você não gostou da notícia, é isso? – ela sussurrava sua pergunta, enquanto tentava controlar as lágrimas que queriam rolar por seu lindo rosto.
– Bella, eu já disse que não quero falar isso na frente deles. – gesticulei, apontando nossos convidados.
Minha mãe franziu o cenho e veio em nossa direção, diferentemente dos outros que permaneciam estáticos e tensos.
– Edward Anthony Masen Cullen, o que deu em você? Sua esposa está grávida! Você deveria estar dando berros de alegria pelo belo presente que ela te deu no dia do seu próprio aniversário. Mas não, você está como um bobo fazendo cara feia e não valorizando de forma certa essa benção que vocês estão recebendo. – vociferou.
Ouvi um soluço de Bella.
Eu teria que me controlar pra não explodir na frente de todos. Eu não queria expor Bella dessa maneira. O que ela fez, foi pensando em nosso casamento, em seu sonho.
Seria uma atitude nobre, se não doesse tanto saber que minha esposa se deitou com outro. Por mais de uma vez.
– Mãe, vá embora. – pedi com voz baixa, porém firme.
Ela bufou.
– Era só o que faltava. Você me mandando embora da sua casa. – ela apontou um dedo bem em frente ao meu nariz. Eu odiava quando faziam isso comigo. – Olha aqui menino, eu te criei pra ser um homem e assumir suas responsabilidades. Eu sei que a vida nunca foi fácil pra você, mas agora você tem a felicidade que poucas pessoas têm. Você está casado com a garota que você ama, e pra melhorar as coisas, ela te ama também. Você tem uma família que te ama muito e te apoia em tudo. Você tem um bom emprego, nada nunca faltará pra você e sua esposa. E céus! Você vai ser pai! Pare de ser um menino mimado, que está com medo do futuro, e assuma suas responsabilidades. Curta esse momento tão especial pra vocês. Uma vez você me pediu pra parar de te tratar como uma criança e te tratar como um homem. Pois bem, estou esperando pra ver você se comportar realmente como um homem. – ela ainda mantinha seu dedo em riste, apontando para meu rosto.
Bella chorava cada vez mais.
– Mãe... – comecei, mas fui interrompido.
– Você está magoando sua esposa se comportando desse jeito. Você vai ser pai! Sinta-se feliz. A mulher que você ama está carregando um filho seu. Você vai ser pai! Sua ficha caiu? Você vai ser pai! – seu discurso começou acalorado, e terminou emocional.
Abaixei minha cabeça. Mas ainda tinha todos em minhas vistas.
Você vai ser pai! Você vai ser pai! Você vai ser pai!
Essas merdas dessas palavras estavam assombrando minha mente.
Percebendo que eu não faria e nem falaria nada, Bella chorou mais. Seus soluços cortavam meu coração.
Alice e Rosalie vieram para seu lado, a abraçando.
Minha mãe olhou para a cena. Ela bufou e cutucou meu ombro.
– Olha o que você está fazendo? Hoje era pra ser o melhor dia da vida dela, e olha o que você fez. – ela passou a mão pelos cabelos nervosamente. – Eu confesso que no início desconfiei de Isabella, mas depois percebi a pessoa maravilhosa que ela era. Mas eu fui contra a pressa com esse casamento. Era por isso. – ela apontou para Bella chorando e abraçada às amigas. – Era por isso! – ela gritou. – Você não tinha maturidade para se casar. Para ser um chefe de família. – suas palavras estavam me destruindo por dentro. Talvez fosse verdade. Mas eu precisava me defender. Eu não aguentava ser mais massacrado. – Edward, eu juro que se você permanecer em silêncio, eu vou... – eu a cortei.
– Esse filho não é meu! – disse rispidamente.
Todos pararam o que estavam fazendo.
Minha mãe estava paralisada com as mãos na cintura e de boca aberta. Meu pai me olhava mais espantado do que se tivesse visto um fantasma. Emmett parecia não entender nada. Jasper me olhava com uma sobrancelha arqueada, provavelmente me questionando em silêncio de onde eu tirei isso.
Rosalie estava petrificada. Alice me enviava olhares mortais.
E Bella...
Se seus olhos estivessem transmitindo raiva, eu entenderia.
Eu não deveria ter dito isso em voz alta.
Eu deveria conversar com ela à sós e lhe dizer que eu sei sobre o que ela fez pra engravidar. Ou talvez eu conseguiria, com um pouquinho de tempo, fingir que eu não sabia de nada, e que acreditava que essa criança era minha.
Meu casamento continuaria intacto.
Se seus olhos estivessem transmitindo culpa, eu também entenderia.
Ela teria percebido a burrada que fez ao tentar resolver tudo sozinha, sem me avisar, e perceber que me magoou muito com isso. Mas nós superaríamos.
Mas não. Seus olhos não continham nem raiva e nem culpa.
Seus profundos e significantes olhos marrons estavam vazios.
Não era possível enxergar nada através deles.
Eu não sabia porque, mas isso me deu um medo que eu nunca senti em toda minha vida.

Notas finais do capítulo

E então, gostaram? É claro que não... na verdade nem eu gostei.. mas é necessário eles passarem por isso. Alias, Edward passar por isso. Ele está sofrendo, vai fazer Bella e seus familiares sofrerem. Só entao depois de algumas "coisas" ela vai amadurecer, e aí sim, o felizes para sempre. Mas convenhamos, as coisas foram muito faceis até alguns capitulos atrás... ninguém amadurece na facilidade, e sim na dificuldade. E é o amadurecimento, o crescimento do personagem, que mesmo deficiente pode ser sim um cara normal, é o que eu quero mostrar a todos através dessa fic.
Não me odeiem e nem me xinguem... Eu não vou ser má. Eles vão continuar se amando muito e as cenas fofas vao acontecer, mas também vai rolar muitas cenas dramáticas...

1 comment :

  1. Acabou?? Por favor POSTE MAIS!! PELO AMOR DE DEUS! Vc TEM que postar o proximo logo! Eu estou amando a fic ��

    ReplyDelete